Assine Já
domingo, 05 de fevereiro de 2023
domingo, 05 de fevereiro de 2023
Cabo Frio
25°C
protesto

Após morte de homem no Jacaré, moradores fazem protesto no bairro

Segundo a PM, tiroteio entre facções rivais, teria começado na noite de terça

01 outubro 2014 - 18h38
 Após morte de homem no Jacaré, moradores fazem protesto no bairro

Moradores da Rua Samuel Bessa, no bairro Jacaré, em Cabo Frio, a principal via do bairro, fizeram um protesto na tarde desta quarta-feira (1) após a morte de Sandro Azevedo da Silva, de 32 anos.  Os manifestantes interditaram a rua e colocaram fogo em pneus e galhos na rua, que ficou tomada por uma fumaça negra. De acordo com a polícia, uma denúncia anônima informou que homens estavam armados no bairro. Policiais foram até o local e, segundo eles, a vítima fez um disparo contra os PMs. Eles revidaram, chegaram a resgatar Sandro Azevedo, mas o morador não resistiu e morreu.

Segundo o tenente-coronel Ruy França, comandante do 25º BPM (Cabo Frio), o tiroteio teria iniciado ontem à noite entre quadrilhas rivais que disputam pontos de venda de drogas. Nesta quarta-feira, por volta das 11h, o confronto teria recomeçado.

- A PM foi para o local. Um dos bandidos tentou tomar a arma de um policial e acabou sendo morto pelo PM – revelou o comandante.

Moradores não aceitaram a versão da PM e ficaram inconformados com a morte. Testemunhas afirmam os policiais chegaram disparando contra a vítima, que não estava armada. O caso aconteceu na frente da Escola Municpal Lerinéia Figueiredo, que permaneceu fechada durante todo o dia.

 Além da unidade, a Creche Maria Amália e a Escola do Pomar também tiveram que fechar as portas, de acordo com a assessoria da Secretaria de Educação. O posto de saúde que funciona no bairro também foi fechado e deve reabrir nesta quinta-feira (2), segundo a assessoria da Secretaria de Saúde.

No fim da manhã desta quarta (1), bombeiros conseguiram conter as chamas e a rua foi liberada para o trânsito. Os ônibus deixaram de circular pelo bairro e os coletivos tiveram que transitar pela Avenida Wilson Mendes, paralela a principal do bairro. O policiamento no bairro foi reforçado. O corpo de Sandro Azevedo foi levado para Instituo Médico Legal (IML) de Cabo Frio.