sexta, 21 de junho de 2024
sexta, 21 de junho de 2024
Cabo Frio
26°C
Park lagos
Park Lagos 2
sine fechado

Após dois meses, Sine continua fechado

Funcionamento foi suspenso por falta de pagamento aos funcionários

02 julho 2015 - 09h21

A esperança dos que procuram emprego continua batendo nas portas fechadas do Sistema Nacional de Emprego (Sine-RJ), em Cabo Frio. Dois meses após ter o funcionamento suspenso por falta de pagamento aos funcionários, de acordo com a Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab), o órgão continua sem previsão para voltar a abrir e oferecer empregos para quem procura.
Em maio, o secretário de Trabalho, Arolde de Oliveira, afirmou, em reunião à comissão de representantes dos contratados IBAP, parte da dívida paga e que o levantamento do débito está sendo concluído para definir o que deve ser repassado.
Segundo informações do Setrab, os funcionários do Instituto Brasileiro de Administração e Apoio Universitário do Rio de Janeiro (IBAP), responsáveis pela manutenção do Sine-RJ, estão paralisados por atraso de pagamento e benefícios.
O Sine-RJ é responsável por gerar emprego para a população de Cabo Frio e Região. Em média, 20 vagas de emprego eram geradas por semana.
 

Desemprego sobe quase 7% no país


De acordo com a Pesquisa Mensal do Emprego (PME) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o desemprego subiu 6,7% em seis regiões metropolitanas – Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife e Salvador. Em maior do ano passado o desemprego estava em 4,9%. Dentre as capitais, Rio de Janeiro obtém o menor índice de desemprego, com 5%.
A taxa é a mais alta registrada havia em maio de 2010, quando alcançou 7,5%. Desde então o percentual vinha caindo em comparação com o mesmo período do ano anterior. Essa foi a primeira alta de 2015 se comparado ao ano de 2014.
Segundo Eduardo Rosa, presidente da Associação Comercial, Industrial e Turística de Cabo Frio, a forte retração do mercado tem sido comum e a situação não é diferente na cidade cabofriense.
– Venho percebendo uma retração forte em todo o mercado. Em Cabo Frio não é diferente. Acredito que as demissões que aconteceram recentemente na cidade, ajudem para esse índice. Esses indicadores negativos, com lojas fechando, mostram o momento de estagnação do mercado – afirma Eduardo.