Assine Já
quinta, 01 de outubro de 2020
Região dos Lagos
30ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8438 Óbitos: 437
Confirmados Óbitos
Araruama 1675 103
Armação dos Búzios 500 10
Arraial do Cabo 256 15
Cabo Frio 2775 149
Iguaba Grande 699 37
São Pedro da Aldeia 1353 54
Saquarema 1180 69
Últimas notícias sobre a COVID-19
afogamento

Após afogamento de turista mineiro na Praia do Forte, alerta é ligado para o verão

Comandante dos Bombeiros informa sobre ações que serão realizadas para a estação

17 novembro 2014 - 14h35Por Rosana Rodrigues|Foto: Arquivo Folha
Após afogamento de turista mineiro na Praia do Forte, alerta é ligado para o verão

Após a morte de um turista mineiro, de 60 anos, que se afogou no domingo (16) na Praia do Forte, em Cabo Frio, o alerta foi ligado para os pontos perigosos nas praias da região. O comandante do 18º GBM (Grupamento de Bombeiro Militar) de Cabo Frio, tenente-coronel Leonardo Couri, ressalta o perigo de afogamento durante o verão que se aproxima e adiantou algumas medidas que a corporação tomará em parceria com a prefeitura para diminuir o número de registros. Couri  lembra ainda que é fundamental seguir as placas, respeitar a determinação dos guarda-vidas e identificar os pontos conhecidos como ‘vala’, onde, geralmente os banhistas ficam presos antes de se afogarem. E, caso, for nadar, o banhista deve sempre praticar o esporte paralelamente à faixa de areia.

- As correntes de retorno são os locais da praia sinalizados com as bandeiras vermelhas. Caso o banhista entre nesta área, ele será puxado para longe da praia. Se isso acontecer, ele não deve Existem pontos onde a força da água é muito maior, então, a pessoa tem que ter o cuidado de se informar, ver para qual direção ela puxa -  explica o comandante.

O efetivo para o verão será, segundo o comandante, ampliado em 50%, o que chegará a 300 agentes em todos os municípios de Cabo Frio, Armação dos Búzios, São Pedro da Aldeia e Iguaba Grande. Haverá ainda postos de guarda-vidas intermediários, que ficarão intercalados entre os postos fixos existentes ao longo da orla da praia, totalizando oito unidades. O objetivo é aumentar o monitoramento dos turistas. O comandante também lembra que os banhistas devem redobrar a atenção e chegar à praia somente depois das 7h30, quando os bombeiros iniciam suas atividades. As operações contarão ainda com três jet-skys, quatro botes de salvamento, uma lancha, um quadriciclo, além de duas motos aquáticas.

 - Haverá também guarda-vidas a pé monitorando a praia, os chamados pontos móveis. O banhista deve procurar sempre um ponto próximo dos postos de salvamento, locais mais apropriados. Além de evitar entrar após realizar alguma alimentação e não ingerir bebibas alcoólicas. E em hipótese nenhuma, perder de vistas as crianças que ficam na água – observou Couri.

O turista que morreu afogado no domingo (16) na Praia do Forte foi identificado como João Sebastião Rodrigues era natural de Minas Gerais. Ele estava visitando a cidade com a família. A vítima chegou a ser socorrida por guarda-vidas do Corpo de Bombeiros e em seguida foi  encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Parque Burle. No entanto, segundo as informações da equipe da unidade de saúde, João teria chegado morto.

Na Unidade médica, familiares contaram que a vítima teria entrado no mar para socorrer um rapaz de 14 anos que estava se afogando. De acordo com a versão da família, após socorrer o adolescente ele teve dificuldades para sair da água. O corpo de João Sebastião Rodrigues foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Cabo Frio e a família realizou  o traslado para uma cidade do interior de Minas, onde será sepultado.