Assine Já
sexta, 03 de julho de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 325 Confirmados: 2946 Óbitos: 179
Suspeitos: 325 Confirmados: 2946 Óbitos: 179
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 260 584 40
Armação dos Búzios X 246 6
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 922 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 32 443 16
Saquarema 9 471 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
Secretaria

Aparecem suspeitas do vírus Zika na rede pública de saúde de Cabo Frio

Secretaria notifica 12 casos com sintomas da doença

01 dezembro 2015 - 09h40

Após confirmada a relação do vírus Zika com o surto de micro­cefalia no Nordeste, em Cabo Frio aparecem as primeiras sus­peitas da doença causada pelo Aedes aegypti – o mesmo mos­quito transmissor da dengue. A Secretária de Saúde informou que há 12 casos em que os sinto­mas são similares ao do vírus no município.

A proliferação deixa as grá­vidas em estado de alerta. O Ministério da Saúde informou que o surto de microcefalia era provocado pelo zika vírus após exames realizados num bebê no Instituto Evandro Chagas, em Belém (PA). O órgão encontrou o vírus em amostras de sangue e de tecidos da criança. A do­ença é uma malformação em que bebês nascem com a cabeça menor que o normal e que, em 90% das vezes, afeta o funcio­namento cerebral.

 – Não há nenhum caso confir­mado laboriatorialmente, mas há algumas suspeitas pelos sinto­mas apresentados. Alguns resul­tados encaminhamos para o Es­tado. São poucos os laboratórios que fazem esse diagnóstico. No Rio de Janeiro, apenas o Noel Nutels. Temos 12 suspeitas. Vale lembrar que essas suspeitas são apenas as notificadas pelo go­verno, o que não significa a rea­lidade geral da cidade. Provavel­mente há casos não registrados ou em consultórios particulares – afirma o médico sanitarista Beto Nogueira, que alerta para o risco de microcefalia no primei­ro trimestre de gestação.

 

Secretaria de Estado confirma aumento de casos de microcefalia no Rio de Janeiro

A Secretaria de Estado de Saúde informa que aumentou o registro de número de casos de bebês com microcefalia. Já foram registrados, até a manhã desta segunda-feira, 30 de novembro, 21 casos da malformação genética em todo o estado, superando a média de 12,8 registrada nos últimos 10 anos. Em 2014, foram registrados 10 casos de microcefalia no RJ. Desde 18 de novembro, quando se  tornou obrigatório no estado a notificação de gestantes com manchas vermelhas na pele, já foram notificados 75 casos de grávidas nessa situação. Até o momento, uma teve a confirmação de Zika Vírus, mas ainda não há confirmação se o feto apresenta microcefalia.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta terça-feira (1)