Assine Já
quinta, 25 de fevereiro de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
20ºmin
Tropical
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 26207 Óbitos: 900
Confirmados Óbitos
Araruama 6686 181
Armação dos Búzios 3181 32
Arraial do Cabo 844 37
Cabo Frio 7163 342
Iguaba Grande 2472 54
São Pedro da Aldeia 3486 126
Saquarema 2375 128
Últimas notícias sobre a COVID-19
velório

Ao som de marchinha, velório de Lartigue é marcado pela irreverência

Família atende último pedido do jornalista, fundador do jornal ‘O Perú Molhado’, de Búzios

03 setembro 2014 - 09h32
 Ao som de marchinha, velório de Lartigue é marcado pela irreverência

A irreverência que sempre marcou a personalidade de Marcelo Lartigue também estará presente em sua despedida. O velório do fundador do jornal ‘O Peú Molhado', que está sendo realizado nesta manhã (3) no Gran Cine Bardot Búzios, em Armação dos Búzios, será animado com marchinhas e som de bateria, de acordo com a vontade de Lartigue, que faleceu no Hospital Silvestre Adventista, no Rio de Janeiro, após sofrer duas paradas cardíacas depois de um transplante de fígado.

O corpo do jornalista será sepultado no Cemitério de Santana, no bairro dos Ossos, às 16h.

Em homenagem a Marcelo, será veiculada uma edição especial do jornal na próxima sexta-feira (5). Para arrecadar fundos para a publicação, os representantes do 'O perú Molhado' estão pedindo ajuda para quem quiser prestar uma última homenagem ao fotógrafo e jornalista que tanto amava o periódico.

O Jornal ‘O Perú Molhado’ foi fundado em fevereiro de 1981 e é uma das maiores referências de um jornalismo marcado pela irreverência e ousadia. O periódico era conhecido como o Pasquim da Região dos Lagos e travou intensa luta pela emancipação do balneário de Búzios. 

Em 2008, Marcelo Lartigue foi convidado para participar do Programa do Jô para contar a história do jornal e comentar sobre o prêmio de maior jornal do mundo dado pelo Guinness.

Na ocasião, o jornalista havia publicado a maior cópia de um jornal, medindo 2,7m por 3,4m. O jornal foi apresentado na praia de Ipanema, na Zona Sul do Rio, no dia 11 de novembro de 2007.