Assine Já
domingo, 28 de fevereiro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
22ºmin
Tropical
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 26413 Óbitos: 912
Confirmados Óbitos
Araruama 6711 182
Armação dos Búzios 3191 32
Arraial do Cabo 855 37
Cabo Frio 7283 352
Iguaba Grande 2510 55
São Pedro da Aldeia 3488 126
Saquarema 2375 128
Últimas notícias sobre a COVID-19
Marquinho

Ao ser diplomado, Marquinho fala em união para "reconstruir a cidade"

Além do prefeito eleito, receberam o certificado a vice-prefeita eleita, os futuros vereadores e suplentes

15 dezembro 2016 - 15h57Por Redação | fotos: Rodrigo Branco
Ao ser diplomado, Marquinho fala em união para "reconstruir a cidade"

Marquinho recebe o diploma das mãos do juiz eleitoral Ricardo de Mattos Pereira

Em cerimônia que durou cerca de uma hora, o prefeito eleito de Cabo Frio, Marquinho Mendes (PMDB), foi diplomado para o cargo na tarde desta quinta-feira (15), no fórum da cidade, que fica no Braga. Além dele, também receberam os certificados a vice-prefeita eleita Rute Schuindt; os vereadores e primeiros suplentes. Dos futuros titulares das cadeiras do Legislativo municipal apenas Vínícius Corrêa (PP) não compareceu à solenidade, que foi restrita às autoridades, familiares e imprensa.

Após uma rápida abertura feita pelo presidente da mesa, o juiz da 96ª Zona Eleitoral Ricardo de Mattos Pereira, os candidatos eleitos foram diplomados um a um. Após a entrega dos certificados, Marquinho, o único a discursar e mesmo assim rapidamente, agradeceu ao seu grupo político, mas disse que conta com o apoio de todos os vereadores, pelo menos no início do mandato.

– Serei o prefeito de todos os 17 vereadores. As questões partidárias devem ficar no campo político-partidário. A reconstrução é necessária e pegamos a missão de reconstruir essa cidade falida, com salários atrasados e com um passivo que ultrapassa os R$ 300 milhões. Quero dividir a responsabilidade com todos – declarou.

Do lado de fora, Marquinho discursou para os servidores

Do lado de fora da sede do Judiciário, um grupo de funcionários da Saúde e da Educação protestavam com faixas e e cartazes por causa dos atrasos salariais. Com a saída da comitiva dos diplomados, os manifestantes se irritaram com o clima festivo e passaram a entoar cânticos contra a queima de fogos no Réveillon. Após alguma hostilidade, Marquinho se aproximou do grupo e fez um novo discurso, desta vez na rua, comprometendo-se a pagar os salários de janeiro, quitar os salários atrasados pela atual gestão e a não usar verba pública nos festejos do fim de ano.

(*) Confira a cobertura completa das diplomações na região na edição impressa da Folha desta sexta-feira.