Assine Já
quarta, 20 de outubro de 2021
Região dos Lagos
18ºmax
14ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
CONTA DE LUZ

Aneel aprova reajuste nas tarifas da Enel

O acréscimo para consumidores de baixa tensão, em sua maioria clientes residenciais, foi de 2,48%

11 março 2020 - 14h40Por Redação
Aneel aprova reajuste nas tarifas da Enel

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (10) o reajuste tarifário da Enel Distribuição Rio. O reajuste para consumidores de baixa tensão, em sua maioria clientes residenciais, foi de 2,48%, e para os clientes de média e alta tensão, em geral indústrias e grandes comércios, o índice aprovado foi de 3,38%. O reajuste será, em média, de 2,71%, percentual menor que a inflação do período (3,9%), e passa a vigorar a partir do dia 15 de março.

Os principais fatores que influenciaram este aumento foi a atualização dos custos com aquisição de energia e de contratação de transmissão. Esses fatores, que são definidos por lei e regulamentação, não são gerenciados pela companhia e representam juntos 2,41% do reajuste tarifário deste ano. Do reajuste total, a parcela que fica com a atividade de distribuição de energia da Enel Distribuição Rio correspondeu a apenas 0,98%.

A compra de energia foi impactada por elevação do custo de energia da usina de Itaipu, em função do aumento da variação cambial. Já o aumento do gasto com transmissão se deve à atualização por inflação dos contratos e por conta da entrada de grandes obras de transmissão entre 2019 e 2020.

As tarifas de energia são definidas pela Aneel com base em leis e regulamentos federais e contêm custos que não são de responsabilidade da Enel como: impostos, encargos setoriais, custos de geração e transmissão de energia. Estes valores são arrecadados pela distribuidora, por meio da tarifa de energia, e repassados às empresas de geração, transmissão e ao Governo Federal.

De uma conta de R$ 100, por exemplo, apenas R$ 23,6 são destinados à Enel Distribuição Rio para operação, expansão, manutenção da rede de energia e para remuneração dos investimentos.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.