Assine Já
segunda, 13 de julho de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Suspeitos: 344 Confirmados: 3388 Óbitos: 196
Suspeitos: 344 Confirmados: 3388 Óbitos: 196
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 274 658 42
Armação dos Búzios X 272 7
Arraial do Cabo 16 84 11
Cabo Frio X 1037 64
Iguaba Grande 12 241 20
São Pedro da Aldeia 10 530 19
Saquarema 32 566 33
Últimas notícias sobre a COVID-19
andinho

Andinho ganha recurso e permanece como prefeito

Justiça estava tentando dar posse ao vereador Júnior Piolho

19 dezembro 2014 - 21h33
Arraial está um barril de pólvoras político. Na noite desta sexta, o prefeito Wanderson Cardoso de Brito, o Andinho, ganhou liminar que o mantém no cargo até o fim do julgamento do seu processo de cassação. A reação de seus correligionários foi imediata e houve carreata e foguetório pelas ruas de Arraial do Cabo. Horas antes, oficiais de Justiça procuravam o vereador Júnior Piolho (PSD) para empossá-lo como prefeito, mas o presidente da Câmara sumiu e não foi encontrado para assumir no lugar de Andinho.
– Estou de alma lavada. A decisão que me cassou foi injusta, sem vergonha. Temos todas as provas a nosso favor. Fizemos uma eleição maravilhosa. As caminhadas tinham até 10 mil pessoas – disse Andinho à Folha, às 21h, enquanto comemorava a decisão ao lado de parentes e aliados. 
Andinho também classificou como “irresponsável” o episódio do incêndio na pizzaria Tata’s Grill, na Praça da Independência, que teria sido provocado por fagulhas de um foguetório promovido por opositores.
– Poderia ter sido muito pior. São uns irresponsáveis. Graças a Deus não houve vítimas. Câmeras de segurança filmaram quem estava entrando no clube com os fogos – afirma.
O Caso Piolho – O presidente da Câmara Municipal de Arraial do Cabo, Walter Félix Cardoso Júnior (PSD), o Júnior Piolho, foi procurado, ontem, pela Justiça Eleitoral para ser intimado a substituir imediatamente o prefeito Andinho, que teve a cassação do seu mandato confirmada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), mas não havia conseguido liminar para permanecer no cargo. 
A Câmara Municipal de Arraial do Cabo foi comunicada oficialmente da decisão no mesmo dia da publicação do acórdão. Segundo o TRE, servidores da 199ª Zona Eleitoral estavam à procura do vereador Júnior Piolho para intimá-lo a assumir o cargo de prefeito. Mas, até o início da noite, ele não havia sido localizado. 
 
Leia a reportagem completa na edição impressa da Folha deste fim de semana.