Assine Já
quarta, 26 de janeiro de 2022
Região dos Lagos
32ºmax
22ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 57760 Óbitos: 2243
Confirmados Óbitos
Araruama 12913 456
Armação dos Búzios 7361 73
Arraial do Cabo 2014 93
Cabo Frio 16940 938
Iguaba Grande 5610 148
São Pedro da Aldeia 8267 292
Saquarema 4655 243
Últimas notícias sobre a COVID-19
A PÉ

Alunos do IFF protestam contra o fim do passe livre nos ônibus

Estudantes vão fazer ato em frente à Salineira nesta sexta-feira (3)

02 dezembro 2021 - 16h20Por Redação

Os estudantes do Instituto Federal Fluminense (IFF), que fica próximo ao limite entre Cabo Frio e Búzios, estão preocupados com a possibilidade de perder o passe livre nos ônibus e ficar a pé. Segundo denúncias feitas à reportagem da Folha, a Auto Viação Salineira acenou que o benefício será cortado em breve, o que prejudicará muitos alunos que não tem condições de arcar com o preço das passagens. Por causa disso, uma manifestação foi marcada para esta sexta-feira, dia 3, às 9h, em frente à garagem da empresa no Jardim Excelsior, em Cabo Frio. 

– Isso é um absurdo. Pois eu moro em Cabo Frio e pagar ônibus todos os dias para estudar não tem cabimento. Os meus pais não podem pagar tanta passagem. Iremos nos reunir para uma manifestação pacífica na Salineira – indigna-se a estudante Stefany de Oliveira.

Colega de Stefany, o também estudante Andrew Lucas Mota fez as contas na ponta do lápis e disse que o gasto com transporte se torna inviável sem o passe livre.O jovem afirma que alguns colegas já não conseguem passar o cartão na catraca, o que leva a crer que o benefício já está sendo retirado de forma gradual.

– Se o passe livre for cancelado uma massa enorme de estudantes não vão ter como estudar, pois são de famílias de baixa renda, com o preço da passagem de ônibus estando elevada vai se mais difícil ainda para esses estudantes. Todos nós sabemos que com a pandemia muitas famílias foram prejudicadas na parte econômica e ter que pagar todo dia R$ 4,05 entre ir e voltar só piora ainda mais a situação dessa família – argumenta.

Em nota, a Auto Viação Salineira informou que, enquanto concessionária, não cabe à empresa, a emissão do Vale Educação, e sim ao Governo do Estado. Segundo a empresa, o transporte gratuito dos estudantes sem o devido repasse das verbas de custeio “coloca a concessionária em sério risco de paralisação de suas atividades em razão do desequilíbrio econômico financeiro do contrato de concessão”.

Procurado, o Governo do Estado não se manifestou até o fechamento desta matéria.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.