Assine Já
sábado, 05 de dezembro de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 13221 Óbitos: 567
Confirmados Óbitos
Araruama 2625 126
Armação dos Búzios 1500 22
Arraial do Cabo 427 21
Cabo Frio 3925 183
Iguaba Grande 1197 41
São Pedro da Aldeia 2010 79
Saquarema 1537 95
Últimas notícias sobre a COVID-19
afogamento

Afogamento causa pânico na Praia do Forte na manhã desta quarta (29)

Duas turistas mineiras foram socorridas pelos Bombeiros e levadas para UPA

29 março 2017 - 10h15Por Redação | Foto: Rodrigo Branco
Afogamento causa pânico na Praia do Forte na manhã desta quarta (29)

O resgate de duas mulheres que se afogavam no mar da Praia do Forte, no ponto em frente à Avenida Nilo Peçanha, acabou mais cedo com a diversão de uma família de Belo Horizonte (MG) na manhã desta quarta-feira (29). Vera Alves, de 54 anos, e Valéria Alves, de 50, não perceberam a repentina mudança na maré e foram puxadas pela correnteza.

Ao tentarem sair da água e não conseguirem, as mulheres acenaram e gritaram por socorro, chamando a atenção dos familiares que, em pânico, avisaram aos guarda-vidas. O resgate foi rápido e as duas irmãs foram levadas em uma ambulância do Corpo de Bombeiros para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Parque Burle. Aos prantos, a filha de Vera, Rafaela Alves, contou como foi o incidente.

– Minha mãe nada muito bem. Ela foi atrás da minha tia e elas estavam brincando. Mas quando elas viram que não estavam conseguindo sair nos chamaram. Foi tudo muito rápido – relata, enquanto se refazia do susto.

Segundo o capitão Sérgio Riscado, do 18º GBM, com a mudança no tempo, os banhistas, sobretudo os que não conhecem o mar local, precisam redobrar a atenção. Ele recomenda que os frequentadores localizem os pontos que possuem bandeiras vermelhas, onde o mar é mais agitado, e respeitem a sinalização.

– O pessoal que vem de fora não tem conhecimento e não procura se orientar. Entram por conta própria. O mar está diferente do que estamos acostumados por causa da mudança do tempo, está mais agitado. Por sorte, a própria correnteza trouxe as turistas para fora da água e conseguimos resgatá-las – comentou o capitão.