Assine Já
quarta, 20 de outubro de 2021
Região dos Lagos
18ºmax
14ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Adriano fala em ‘campanha de desmoralização’

Prefeito admite falhas, mas afirma que existe ‘sensacionalismo’

12 abril 2019 - 08h50
Adriano fala em ‘campanha de desmoralização’

O prefeito de Cabo Frio, Adriano Moreno (Rede) disse ontem que existe ‘sensacionalismo’ em relação ao Hospital da Mulher e uma ‘campanha de desmoralização’ da saúde municipal. As declarações foram dadas em uma entrevista ao site RC24h.

– Alguns se aproveitam do sofrimento alheio para se beneficiar. Também acabam por desestabilizar os funcionários que lá trabalham. E eu queria fazer um apelo: quem faz esse tipo de coisa tira a credibilidade da instituição e leva desestabilidade aos funcionários. É muito ruim uma equipe trabalhando sob coação ou com medo. E eu não vou admitir isso – disse o prefeito.

O Hospital da Mulher está sendo investigado em duas Comissões de Inquérito, uma na Câmara Municipal e outra na Assembleia Legislativa (Alerj) por causa das mortes ocorridas na unidade de saúde desde o início deste ano. Foram 16 mortes em três meses.

A situação da saúde municipal foi o tema mais falado na entrevista. O prefeito voltou a dizer que muitos dos casos que resultaram em mortes eram muito graves, e reconheceu que falta capacitação no acompanhamento de exames de pré-natal na rede pública. Adriano insistiu que muitas mães teriam feito um pré-natal incompleto, ou passado por exames mal feitos. Ele também disse que aposta no novo trio que comanda o Hospital da Mulher, formado por três médicas. 

– São extremamente capacitadas e com muita experiência. Terão capacidade de administrar e estancar essa crise – garantiu, respondendo também sobre falhas recorrentes no sistema de marcação de consultas, que vêm gerando muitas reclamações.

Outro assunto comentado pelo prefeito foi o caso do idoso que foi levado de carrinho de mão até o Hospital do Jardim Esperança, na última terça-feira (9), e que repercutiu nas redes sociais com um vídeo que registrou a cena. Adriano Moreno disse que o senhor doente já é paciente da unidade há muito tempo, e admitiu que situação fugiu do controle na última terça. 

Ele disse que, por lei, a prefeitura não poderia mandar ambulância buscar paciente em casa, e que o serviço teria que ser feito pelo SAMU, que não existe na cidade, já que o Corpo de Bombeiros só realiza resgates em vias públicas, e não em residências..

– Claro que a prefeitura ia tomar providência para transportar esse idoso, mas a pessoa (que empurrou o idoso até o hospital) nem esperou a funcionária da prefeitura resolver – alegou o prefeito.

Outros pontos abordados foram a grande quantidade de buracos nas ruas, que o prefeito justificou dizendo que  a Prefeitura não tem dinheiro em caixa para as manutenções, além da violência no condomínio do Minha Casa Minha Vida e a Bandeira Azul no Peró. Em determinado momento, desabafou:
– Imaginava que governar a cidade seria difícil, mas beira o impossível. Mas sou pau de dar em doido e não vou esmorecer – garantiu.