Assine Já
sábado, 04 de julho de 2020
Região dos Lagos
23ºmax
16ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 325 Confirmados: 2996 Óbitos: 179
Suspeitos: 325 Confirmados: 2996 Óbitos: 179
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 260 584 40
Armação dos Búzios X 250 6
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 943 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 24 455 16
Saquarema 17 484 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
acidente

Acidente nas Palmeiras deixa uma pessoa ferida

Colisão envolveu carro e motocicleta 

05 março 2015 - 10h01
Acidente nas Palmeiras deixa uma pessoa ferida

Um acidente envolvendo uma motocicleta e um carro Ford Ka na Avenida Excelsior, na Praia das Palmeiras, em Cabo Frio, deixou uma pessoa ferida por volta das 7h da manhã desta quinta-feira. Francisca Rodrigues, que trafegava pela avenida da praia, tentou acessar a Rua Paraná quando atropelou Sandra Maria Santos de Souza, de 37 anos, que pilotava a motocicleta e vinha no sentido de São Pedro da Aldeia. Sandra foi socorrida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde foi socorrida por uma equipe médica do Corpo de Bombeiros.

  Sandra estava indo pro trabalho – ela é faxineira de uma loja num shopping próximo – quando foi atingida. Já a motorista do Ford Ka branco, placa LNG 9112, de Cabo Frio, é moradora do bairro Jardim Esperança e estava levando o filho para o colégio. Segundo Franscisca, por causa da claridade do sol, a motociclista pode não ter percebido que a seta estava ligada para indicar que entraria na Rua Paraná.

- Ela vinha em alta velocidade e ainda bem que eu dirigia devagar. Espero que não tenha havido nada de grave com ela – disse a dona de casa, que aguardava a chegada da pericia para realizar o Boletim de Registro de Acidente de Trânsito (Brat).

Já a irmã de Sandra, Sílvia Santos de Souza Martirns, de 32 anos, disse que a irmã estava numa rua mais movimentada, onde seria a preferencial e, para ela, os motoristas que acessam as ruas perpendiculares devem esperar o trânsito fluxo do trânsito diminuir.

- Acredito que a motorista deveria parar para a minha irmã passar, pois, creio que a preferencial fosse dela. Mas o que importa que não foi nada grave, no entanto, a atenção tem que ser fundamental – disse Sílvia