Assine Já
quinta, 24 de junho de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
16ºmin
Alerj2
Alerj3
TEMPO REAL Confirmados: 43614 Óbitos: 1679
Confirmados Óbitos
Araruama 10812 339
Armação dos Búzios 5233 57
Arraial do Cabo 1501 83
Cabo Frio 11637 622
Iguaba Grande 4486 107
São Pedro da Aldeia 5916 260
Saquarema 4029 211
Últimas notícias sobre a COVID-19
acia

Acia faz reunião para sair da crise

Associação quer reunir empresários para melhorar economia

23 junho 2016 - 08h49
Acia faz reunião para sair da crise

A Associação Comercial, Industrial e Turística (Acia) de Cabo Frio vai reunir hoje, às 18h, o empresariado da cidade para elaborar maneiras de escapar da crise financeira. Comerciantes e representantes de entidades foram onvidados para debater temas e apresentar propostas para melhorar o quadro econômico do município. O presidente da Acia, Eduardo Rosa, pensa em inúmeras questões para serem avaliadas na cidade.

– O intuito é debater a situa- ção econômica com essa crise e buscar alternativas para amenizá-la. Ela está deixando os empresários numa situação muito difícil. Atualmente, temos muitas empresas fechando e uma horrível situação de desemprego. Vamos analisar a questão do emprego e das promoções. As alternativas serão apresentadas amanhã (hoje) para tentarmos descruzar os braços. A crise que os governos do Estado e do Município estão passando também serão debatidas. A questão política acarreta em boa parte dessa crise.

O diretor comercial da Acia, Luiz Gustavo de Almeida, quer a união das empresas neste momento tão delicado.

– Vamos ter vários profissionais: empresários e especialistas que irão debater algumas alternativas em relação à administração das empresas, ao melhor aproveitamento do fator produtivo e ao direcionamento melhor do marketing. Os tributos também serão debatidos. Na reunião, vamos falar de parcerias que contribuem para que as empresas se unam e todos saiam beneficiados – comentou.

Sílvio Rodrigues, proprietário das lojas Toccare, enxerga um cenário com três crises.

– Na verdade, nesse momento, temos que trabalhar mais e desenvolver as lojas para superar a crise. Estamos numa época muito complicada. Temos três crises no Brasil: federal, estadual e municipal. Em outros lugares, não há crises estaduais e municipais, por exemplo. Já a Região dos Lagos acumula as três crises e isso torna o cenário muito pior. Metade do dinheiro e dos empregos de Cabo Frio vêm da Prefeitura. Com o governo não pagando, a cidade entra nesse caos. A cada dia se vende menos. Tenho ideias para apresentar: eu mesmo fiz algumas melhoras na minha empresa. A minha família ajuda na administração. Tem que reduzir o custo. Caso contrário, não dá para sobreviver. Antes, tinha supervisor, gerente, estoquista, motorista... Agora não tenho mais nada disso. Trabalho com minha esposa e meus filhos na loja – revela.

Já Ramires Rodrigues, dono da RC Contabilidade, pensa que a situação está ruim para comerciantes de qualquer lugar.

– Os empresários pensam inicialmente em dar alternativas para a movimentação do comércio. A cidade está numa séria crise financeira e política. Não dá mais para depender do local. É uma crise muito aguda. Ela está no centro da cidade, dentro do shopping e nos demais bairros. O comércio tem que tentar alguma alternativa para viabilizar a melhora nos negócios. Cada um com suas ideias tentar uma maneira de colaborar – finaliza.