Assine Já
quinta, 16 de julho de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
13ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 3553 Óbitos: 207
Confirmados Óbitos
Araruama 671 42
Armação dos Búzios 288 8
Arraial do Cabo 88 11
Cabo Frio 1067 66
Iguaba Grande 257 20
São Pedro da Aldeia 565 21
Saquarema 617 39
Últimas notícias sobre a COVID-19
Ação Ambiental recolhe 16 mil resíduos nas praias de Cabo Frio

Ação Ambiental recolhe 16 mil resíduos em praias de Cabo Frio

Bitucas de cigarro lideram ranking de microlixo nas areias do Peró, Conchas e Pontal

15 fevereiro 2016 - 10h18
Ação Ambiental recolhe 16 mil resíduos em praias de Cabo Frio

Com apoio de diversas entidades voluntários recolheram vários materiais nas praias do Peró

 

Mais de 16 mil resíduos foram recolhidos nas praias de Cabo Frio durante as quatro etapas da Ação Ambiental Verão 2016, que terminou no último fim de semana. As bitucas de cigarro lideraram o ranking de microlixo recolhido na Praia do Peró, das Conchas ao Pontal com 3.754 unidades. A maior quantidade de materiais estava na área central do Peró onde ficam os quiosques. No mesmo local, somente em duas etapas, foram recolhidos 9.189 unidades.

No total foram coletados 16.309 itens de microlixo, e além do Peró, o Pontal teve 3.342 unidades retiradas e na Praia das Conchas 3.378, na área dentro do Parque Estadual da Costa do Sol.Além das bitucas de cigarro foram encontrados 1.494 canudos, 1.392 copos plásticos, 1.202 tampinhas de garrafa, 1.108 sacos plásticos, 908 pedaços de plástico rígido, e 903 embalagens diversas, principalmente de garrafas pet.

- Os grandes desafios ambientais só serão vencidos com a forte participação da sociedade .O exemplo dos Amigos do Peró em relação ao micro lixo no Parque da Costa do Sol deve ser copiado e estimulado. Me enche de alegria – disse  André Corrêa, secretário estadual do Ambiente.

Segundo o ambientalista Paulo Bayer, coordenador da Ação Ambiental, foram encontrados resíduos altamente poluentes como hastes de fibra de vidro usadas na fabricação de pipas e no preparo de crustáceos para comercialização na praia, além de fraldas descartáveis, linhas de pesca, garfos entre outro materiais.

- O resultado positivo deste tipo de ação serve para que toda a sociedade possa fazer a reflexão sobre como estamos tratando o ambiente em que vivemos. É preciso repensar nossos valores sobre o desenvolvimento sustentável e da valorização dos bens naturais de uso público. Desta forma, vamos construir uma sociedade mais consciente de suas responsabilidades e deveres na construção de uma forma de viver em harmonia com a natureza e recursos naturais – opinou o ambientalista.

As ações ambientais no Peró começaram há três anos através do movimento Ondas do Peró, que fez a primeira campanha de limpeza e criou o jardim de ipomeas em frente ao Hotel Paradise Praia (em construção). A Ação Ambiental contou com o apoio das entidades que lutam pela preservação da praia (Amigos do Peró), Fundação Alphaville, Grupo de Educação Ambiental do Parque da Costa do Sol, Secretaria Municipal do Meio Ambiente e apoiadores locais.