Assine Já
terça, 22 de junho de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
16ºmin
Alerj2
Alerj3
TEMPO REAL Confirmados: 43349 Óbitos: 1676
Confirmados Óbitos
Araruama 10701 336
Armação dos Búzios 5211 57
Arraial do Cabo 1501 83
Cabo Frio 11551 622
Iguaba Grande 4461 107
São Pedro da Aldeia 5895 260
Saquarema 4029 211
Últimas notícias sobre a COVID-19
Hotel Acapulco

Abandono à beira mar

Hotel Acapulco, antigo hospedeiro de turistas, virou reduto de usuários de drogas

28 janeiro 2016 - 09h52
Abandono à beira mar

Gabriel Tinoco

Em ‘O Iluminado’, Stanley Kubrick conta uma história passada em um hotel assombrado por fantasmas do passado. O cenário é típico de filme de terror, bem semelhante ao que se vê no que outrora já foi um dos hotéis mais famosos de Cabo Frio: o Acapulco, no Braga. Só que os fantasmas que assombram o antigo reduto de turistas endinheirados são bem reais: tráfico de drogas, depredação e lixo espalhado por todo canto, sujeito a incêndios em dias quentes.

Caminhar pelas ruínas do hotel é de assustar. Logo na entrada, um amontoado de galhos e entulho. O lugar onde ficava a recepção permanece razoavelmente limpo – talvez pela falta de móveis e material para ser depredado. Nos fundos, em meio a um matagal, uma piscina surge como um prolífero criadouro do Aedes aegypti, com água parada e bastante esverdeada.

Com aspecto abandonado, o local virou ‘point’ para vândalos e refúgio para quem quer desenvolver atividades ilegais – como vender ou usar drogas, e se esconder após assaltos cometidos nas proximidades. Virou, também, diversão para quem gosta de atear fogo nas coisas.
Na manhã de ontem, segundo uma testemunha que não quis se identificar, mais um incêndio criminoso foi registrado no local – o último havia sido no dia 4.

*Leia matéria completa na edição impressa da Folha desta quinta-feira.