Assine Já
terça, 22 de setembro de 2020
Região dos Lagos
20ºmax
17ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7914 Óbitos: 414
Confirmados Óbitos
Araruama 1580 102
Armação dos Búzios 474 10
Arraial do Cabo 231 13
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1284 51
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Alair

A uma semana da convenção do PP, candidatura de Alair é incerta

Baixa popularidade, erosão da base política e problemas na Justiça minam pretensão

22 julho 2016 - 14h19Por Rodrigo Branco I Foto: Arquivo Folha
A uma semana da convenção do PP, candidatura de Alair é incerta

Das 18 horas da próxima sexta-feira não passa. É esse o horário previsto para o fim da convenção municipal do Partido Progressista, que abriga o prefeito Alair Corrêa e os vereadores Marcello, Vinícius e Paulo Henrique Corrêa. Mas, a apenas sete dias da definição, os fatos tornam a candidatura de Alair à reeleição cada vez mais improvável.

No caldeirão de problemas que afastam o prefeito de um novo mandato – o quinto desde 1983 – estão a baixa popularidade, impulsionada pela crise financeiro-administrativa; problemas judiciais que podem resultar em impugnação da candidatura e, por último, a perda da base política do governo.
Nesse sentido, o desfalque mais recente é o do PRB, que acaba de anunciar apoio ao principal adversário de Alair, o ex-prefeito Marquinho Mendes que, ontem, em solenidade não encerrada até o fechamento desta edição, oficializou sua candidatura na convenção municipal do PMDB, em um clube de São Cristóvão.

Por outro lado, siglas menores que ajudavam a dar sustentação ao prefeito, entre elas o PRP, o PEN, o PC do B e o PV, todos pertencentes ao bloco ‘à deriva’ junto com outros três partidos, conforme noticiado pela Folha na edição de terça, ameaçam se mudar de mala e cuia para o ninho tucano, ao lado de Paulo César da Guia (PSDB).

Há duas semanas, o ex-deputado federal chegou a ser anunciado como o candidato do governo, mas após o vazamento da reunião de Alair com os correligionários, houve um recuo por parte do prefeito, horas depois.

No entanto, segundo interlocutores dentro do partido, a tendência é mesmo fechar apoio a Paulo César. Embora o plano B para uma candidatura própria, de Paulo Henrique Corrêa, não esteja descartado, a possibilidade é vista como remota.

Inclusive, um encontro na próxima terça estaria marcado para o anúncio oficial do apoio de Alair a Paulo César. O ex-deputado desconversa, mas admite a ofensiva sobre os partidos aliados.

– O apoio de Alair não é certo. Estou buscando os partidos que estão na base do governo – afirmou Paulo César, em entrevista ao Blog do Cabral.

Com apoio, mas sem grana

Nos últimas semanas, as tentativas fracassadas de conseguir recursos para cidade, especialmente o empréstimo bancário de R$ 200 milhões barrado na Justiça, mudaram o ânimo do prefeito que, de inicialmente convicto da disputa, passou a colocar a possibilidade em dúvida.

Nesta semana, Alair recebeu uma negativa do governador interino Francisco Dornelles (PP) ao pedir R$ 20 milhões de repasses atrasados. Apesar de acenar com apoio à candidatura própria do partido em Cabo Frio, Dornelles não deu um centavo ao município, sob a alegação de crise econômica no Estado. No Facebook, o prefeito lamentou, postando diálogo travado com Dornelles em audiência no Palácio Guanabara.

“Governador, com qual motivação poderia ir para uma reeleição com os servidores com salários em atraso”. Foi quando reafirmou que não poderia me ajudar por causa da situação financeira do Estado alegando que os servidores estaduais também estão em greve em todo o Estado do Rio”, postou.

Tido com um dos principais motivos para uma eventual desistência, a questão jurídica também atrapalha os planos do prefeito. No dia 4, será votado no plenário do STJ, em Brasília, recurso na ação de improbidade movida pelo Ministério Público.