Assine Já
sábado, 08 de agosto de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
15ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 4786 Óbitos: 283
Confirmados Óbitos
Araruama 820 56
Armação dos Búzios 357 9
Arraial do Cabo 120 12
Cabo Frio 1563 93
Iguaba Grande 334 23
São Pedro da Aldeia 748 39
Saquarema 844 51
Últimas notícias sobre a COVID-19
Salários

Superior Tribunal de Justiça Desportiva concede prazo ao Macaé

Clube terá três dias para apresentar defesa sobre atrasos salariais

22 outubro 2015 - 10h58

Não bastasse a catastrófica de­clinada na tabela da Série B do Brasileirão, o Macaé ainda tem problemas extra campo para re­solver. E não são poucos. O Su­perior Tribunal de Justiça Des­portiva (STJD) deu prazo de três dias para o clube se defender das acusações do Sindicato dos Atle­tas de Futebol do Rio de Janeiro (Saferj) sobre atrasos salariais an­teontem. O Macaé poderá perder três pontos a cada partida depois de reconhecida a inadimplência.

O documento apresentado pelo sindicato mostrava dívidas da agremiação com todos os 45 jogadores – débitos entre dois e seis meses.

O sindicato apresentou a de­núncia ao STJD anteontem. A medida foi tomada com base no que determina o artigo 16 da Sé­rie B do Campeonato Brasileiro, que é chamado ‘fair play traba­lhista’.

O time do Estado do Rio de Janeiro, no entanto, ainda possui 15 dias após o reconhecimento do débito para normalizar os pa­gamentos e não receber punições como a perda de pontos.

Com o mesmo número de pon­tos, o Macaé joga contra o Mogi Mirim, no Moacyrzão, em Ma­caé, nesta sexta-feira (23), às 21h.