Assine Já
sexta, 14 de maio de 2021
Região dos Lagos
24ºmax
17ºmin
Tropical
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 38094 Óbitos: 1459
Confirmados Óbitos
Araruama 9614 300
Armação dos Búzios 4695 57
Arraial do Cabo 1317 69
Cabo Frio 10146 538
Iguaba Grande 3800 93
São Pedro da Aldeia 5248 227
Saquarema 3274 175
Últimas notícias sobre a COVID-19
Salários

Superior Tribunal de Justiça Desportiva concede prazo ao Macaé

Clube terá três dias para apresentar defesa sobre atrasos salariais

22 outubro 2015 - 10h58

Não bastasse a catastrófica de­clinada na tabela da Série B do Brasileirão, o Macaé ainda tem problemas extra campo para re­solver. E não são poucos. O Su­perior Tribunal de Justiça Des­portiva (STJD) deu prazo de três dias para o clube se defender das acusações do Sindicato dos Atle­tas de Futebol do Rio de Janeiro (Saferj) sobre atrasos salariais an­teontem. O Macaé poderá perder três pontos a cada partida depois de reconhecida a inadimplência.

O documento apresentado pelo sindicato mostrava dívidas da agremiação com todos os 45 jogadores – débitos entre dois e seis meses.

O sindicato apresentou a de­núncia ao STJD anteontem. A medida foi tomada com base no que determina o artigo 16 da Sé­rie B do Campeonato Brasileiro, que é chamado ‘fair play traba­lhista’.

O time do Estado do Rio de Janeiro, no entanto, ainda possui 15 dias após o reconhecimento do débito para normalizar os pa­gamentos e não receber punições como a perda de pontos.

Com o mesmo número de pon­tos, o Macaé joga contra o Mogi Mirim, no Moacyrzão, em Ma­caé, nesta sexta-feira (23), às 21h.