Assine Já
quinta, 24 de junho de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
16ºmin
Alerj2
Alerj3
TEMPO REAL Confirmados: 43614 Óbitos: 1679
Confirmados Óbitos
Araruama 10812 339
Armação dos Búzios 5233 57
Arraial do Cabo 1501 83
Cabo Frio 11637 622
Iguaba Grande 4486 107
São Pedro da Aldeia 5916 260
Saquarema 4029 211
Últimas notícias sobre a COVID-19
universidade de coimbra

Pesquisadores da Universidade de Coimbra comprovam que paixão pelo futebol é similar ao amor romântico

Circuitos cerebrais ativados nos torcedores de futebol são os mesmos que em pessoas apaixonadas

21 março 2017 - 10h40
Pesquisadores da Universidade de Coimbra comprovam que paixão pelo futebol é similar ao amor romântico

Há quem não meça esforços para ver o time do coração jogando. Com bandeiras, camisas e muita paixão, os estádios de futebol lotam de pessoas apaxinadas por seus times de futebol. Mas essa paixão, muitas vezes incompreendida, teve a sua razão explicada por um grupo de pesquisadores da Univesidade de Coimbra. Durante três anos eles pesquisaram o assunto e chegaram a conclusão de que os circuitos cerebrais ativados nos torcedores são os mesmos que em pessoas apaixonadas. 

"Pudemos comprovar que os sistemas neuronais que são ativados são muito semelhantes ao do amor romântico", afirmou um dos pesquisadores. Ainda de acordo com ele, a amídala cerebral que regulas as emoções, é ativada mais vezes nos torcedores que nas pessoas que vivem o amor romântico. 

Os cientistas ressaltaram que, assim como no amor de casal, a paixão pelo futebol pode se tornar obsessiva e prejudicar o comportamento racional, passando a ser um fanatismo. 

Na foto, a torcida do Flamengo, a maior do país e considerada uma das mais apaixonadas.