Assine Já
terça, 07 de dezembro de 2021
Região dos Lagos
25ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53859 Óbitos: 2198
Confirmados Óbitos
Araruama 12575 449
Armação dos Búzios 6589 73
Arraial do Cabo 1755 93
Cabo Frio 15647 903
Iguaba Grande 5581 147
São Pedro da Aldeia 7057 290
Saquarema 4655 243
Últimas notícias sobre a COVID-19
REPESCAGEM

Nadadores de Cabo Frio buscam vaga nas Olimpíadas de Tóquio

Irmãos Alexia e Vinícius Assunção participam de seletiva em junho

26 abril 2021 - 16h49Por Redação

Os irmãos e nadadores cabo-frienses, Alexia Assunção, de 19 anos, e Vinícius, de 20, podem representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio, que acontecem em julho, no Japão. Para tentar alcançar o índice olímpico, a dupla vai participar de um evento de repescagem, que acontece no dia 12 de junho, no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro.

A tentativa de classificação aconteceria na Seletiva Olímpica, que terminou neste sábado (24), porém os irmãos não puderam participar por terem contraído a Covid-19. Na intenção de competir no país asiático, Vinícius e Alexia conseguiram uma autorização da FINA (Federação Internacional de Natação) para participar de uma seletiva específica para atletas que testaram positivo para o vírus entre os meses de março e abril deste ano.

Vinícius, que vai tentar a vaga tanto nos 100m quanto nos 200m livre, demonstra confiança e convoca a torcida da cidade para torcer por ele em sua primeira tentativa de alcançar o índice olímpico.

“Fico extremamente feliz em poder participar da minha primeira Seletiva Olímpica e muito confiante em saber que tenho chances de representar o Brasil em Tóquio. Conto com a torcida de todos os cabo-frienses”, afirmou o nadador.

Os irmãos são donos de três das 31 medalhas que a Seleção Brasileira de Natação conquistou no Campeonato Sul-Americano de Esportes Aquáticos, em Buenos Aires, Argentina, realizado em março deste ano. Na ocasião, Vinícius levou o bronze nos 200m medley e a prata nos 400m medley.

No mesmo campeonato, Alexia ficou com o terceiro lugar nos 200m costas, mesma categoria em que vai tentar o índice olímpico na repescagem disputada em junho.

“Estou muito animada para a seletiva. Muito feliz e bastante confiante por ter a chance de disputar mais essa competição. Vou dar o máximo e espero atingir todos os meus objetivos”, disse Alexia.

EM BUSCA DE PATROCÍNIO

Apesar dos excelentes resultados conquistados nas piscinas do país e em águas internacionais, os dois atletas cabo-frienses ainda não possuem patrocínio fixo. Os irmãos representam o Fluminense Football Club e contam com o apoio da Academia Aquarium Sports, além de receberem ajuda financeira do Bolsa-Atleta, que auxilia os atletas brasileiros de alto rendimento.

Pai coruja e treinador da dupla, Alexandre Assunção está empolgado com a possibilidade de classificação dos filhos para as Olimpíadas do Japão. Mesmo que para muitos a missão seja considerada difícil, ele demonstra confiança na conquista das vagas.

“Os tempos que estão sendo batidos na Seletiva Olímpica demonstram como é difícil para um atleta se manter competitivo. É por isso que tanto o Vinícius quanto a Alexia têm grandes chances de conseguirem o índice. No nível em que eles estão, jamais podemos pensar que um resultado não pode ser alcançado”, concluiu.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.