Assine Já
terça, 21 de setembro de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
20ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 50892 Óbitos: 2066
Confirmados Óbitos
Araruama 12158 430
Armação dos Búzios 6211 64
Arraial do Cabo 1680 90
Cabo Frio 14098 828
Iguaba Grande 5364 134
São Pedro da Aldeia 6850 285
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
tocha

Mistério encobre trajetos da Tocha na Região dos Lagos

Búzios, São Pedro e Cabo Frio não divulgam percurso do principal símbolo olímpico

17 julho 2016 - 11h35Por Gabriel Tinoco
Mistério encobre trajetos da Tocha na Região dos Lagos

Falta menos de um mês para a Tocha entrar na Região dos Lagos (São Pedro, Cabo Frio e Búzios), mas ninguém sabe por onde o principal símbolo olímpico vai passar. Só a Prefeitura de Búzios divulgou que a largada será dada no bairro da Rasa, no Instituto de Educação e Formação Integral Judite Gonçalves (INEFI), mas o resto do caminho permanece desconhecido.

A Secretaria de Comunicação de São Pedro não tem o nome das pessoas que carregarão a Tocha. A Folha entrou em contato com o gabinete do prefeito Cláudio Chumbinho, que revelou que o Comitê Olímpico Internacional (COI) proíbe a divulgação da trajetória do símbolo.

De acordo com informações da Secretaria de Turismo de Cabo Frio, a cidade atendeu a todos os pré-requisitos para receber a tocha, mas o trajeto e os condutores só serão divulgados no dia 29, quando haverá uma coletiva do Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016.

Arraial foi a única cidade a divulgar a trajetória. A Tocha terá largada na Avenida Hermes Barcellos, percorrerá o interior da cidade, passará em pontos como a prefeitura até chegar à Praia dos Anjos. O símbolo contornará o litoral da praia até entrar na Avenida Governador Leonel Brizola e seguir em direção à Igreja Sagrado Coração de Jesus.

Poucos condutores também são conhecidos. Muito deles foram aprovados através de concurso e ainda não tiveram os nomes revelados. A Folha publicou matéria com alguns esportistas da Região dos Lagos que carregarão o símbolo. Entre eles, estão: a canoista Dayone Rossi, a corredora Natália Hofmann e a paraciclista Wanessa Pimentel. Outra que entrou na lista é a a matriarca quilombola Dona Eva Maria de Oliveira Conceição. Dona Eva, com 105 anos, será uma das condutoras mais velhas na história da competição.

*Confira matéria completa na edição impressa deste fim de semana da Folha dos Lagos.