Assine Já
terça, 07 de julho de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
TEMPO REAL Suspeitos: 311 Confirmados: 3077 Óbitos: 182
Suspeitos: 311 Confirmados: 3077 Óbitos: 182
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 272 585 40
Armação dos Búzios X 265 7
Arraial do Cabo 9 83 11
Cabo Frio X 954 58
Iguaba Grande 13 218 20
São Pedro da Aldeia 1 479 16
Saquarema 16 493 30
Últimas notícias sobre a COVID-19
chute

Hungaro pede para Cabofriense calibrar a pontaria na hora do chute

Técnico ressalta que não basta jogar bem para se salvar no Campeonato Carioca

02 abril 2016 - 11h13

O futebol e a injustiça caminham lado a lado, nem sempre o melhor pode vencer. Mas o técnico da Cabofriense, Eduardo Hungaro, está longe de estar satisfeito mesmo com as ‘boas atuações’ do time no Carioca. O primeiro passo para o treinador é calibrar a pontaria na hora dos chutes e não desperdiçar chances claras. Com esse pensamento, a Cabofriense enfrenta a Portuguesa no Estádio Luso Brasileiro, hoje, no Rio de Janeiro, às 15h30. A partida é válida pela quinta rodada do Grupo D.

Na última partida, a Cabofriense poderia ter entrado de vez na briga para liderar o Grupo D, mas o Macaé venceu fora de casa e permaneceu no topo da tabela. O técnico lamentou as chances perdidas no jogo, que poderiam manter o time longe da zona de rebaixamento.

– A bola está passando perto da trave, está batendo na trave, mas o gol a gente não acerta. Nós treinamos demais durante a semana e vamos continuar treinando a finalização, mas chega uma hora que essas situações são fases por quais toda equipe passa.

Eduardo Hungaro, no entanto, não se resignou com a má fase do time nos chutes. O técnico está empenhado a melhorar nas últimas partidas do campeonato.

– Estamos na reta final e precisamos fazer gols para ganhar jogos. Não adianta ser melhor que o adversário e não ganhar o jogo. Da mesma maneira em que o Macaé nos derrotou, podemos nos recuperar no domingo e vencer a Portuguesa no campo deles. Temos produzido bom futebol para isso – disse, confiante.

A Cabofriense tenta se recuperar da derrota para o Macaé. O time tinha a chance de embalar na competição com a segunda vitória consecutiva dentro de casa, mas perdeu muitas oportunidades e saiu de campo sem o mesmo ânimo de antes. A Cabofriense está na quinta posição

* Confira a matéria completa na edição deste fim de semana da Folha dos Lagos.