Assine Já
quinta, 23 de março de 2023
quinta, 23 de março de 2023
Cabo Frio
23°C
Shopping Mulher
Shopping mulher
Cabofriense

Cabofriense tenta escapar da zona contra o Friburguense

Técnico, no entanto, sofre com atletas lesionados e pendurados

26 março 2016 - 10h45

Na luta pela permanência na elite do futebol carioca, surgem as primeiras baixas para o técnico da Cabofriense, Eduardo Hungaro. O meia Danilo e o lateral-direito Capixaba serão desfalques na importante partida contra o Friburguense, hoje, no Correão, em Cabo Frio, a partir das 19h30. O clima no clube é de foco na vitória para aproveitar o fator casa e fugir de vez da ameaça do rebaixamento.

O meia Danilo vinha fazendo boas partidas no campeonato, mas uma dor na panturrilha o afastou temporariamente dos gramados. O departamento médico do clube espera que o meio-campista retorne às atividades até a semana que vem.

O lateral-direito Fabinho Capixaba, por sua vez, ainda se recupera de um problema na coxa, mas já iniciou os tratamentos. Fabinho, no entanto, ainda não está autorizado a treinar com bola e passou por avaliação médica no início da semana. O reserva imediato do lateral é Júlio Lopes, que aproveita a chance no lado direito do campo.

Os dois substitutos imediatos de Capixaba e Danilo (Júlio Lopes e Pedro Henrique, respectivamente) estão pendurados e têm que tomar cuidado para não desfalcarem ainda mais o time na quarta rodada. Por isso, o clube agiliza a recuperação dos atletas para contar logo com eles para o restante do Campeonato Carioca.

Por outro lado, o técnico Eduardo Hungaro poderá relacionar o atacante Charles Chad, um dos destaques nesta campanha. O jogador ficou de fora da última partida por causa de um desconforto na região pubiana e tendinites nos dois tendões de calcâneo. O atleta já treinou com bola e, mesmo que não seja titular, pode ser uma boa alternativa para o segundo tempo.

A Cabofriense se mantém na vice-lanterna do campeonato com um ponto conquistado em duas partidas. O Friburguense, por sua vez, está no terceiro lugar e na cola dos times que estão nas duas primeiras posições – uma vitória por um placar elásti- co pode significar até a liderança da chave.

Na última partida, no entanto, a Cabofriense não aproveitou o apoio da torcida e fez jogo sonolento, com poucas chances criadas, contra o Tigre – atual vice-líder do grupo. O lateral Leandro, inclusive, cobrou mais atitude dos companheiros nas partidas como mandante. Mas garantiu que haverá mudança no próximo compromisso.

Casa Cheia – Os torcedores da Cabofriense poderão ter uma ajudinha a mais para apoiar o time e fazer a diferença amanhã. Eles poderão trocar uma garrafa pet pelo ingresso na bilheteria. A troca poderá ser realizada a partir das 16h.