Assine Já
sexta, 18 de junho de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 42971 Óbitos: 1659
Confirmados Óbitos
Araruama 10577 334
Armação dos Búzios 5176 57
Arraial do Cabo 1486 82
Cabo Frio 11408 615
Iguaba Grande 4427 107
São Pedro da Aldeia 5868 254
Saquarema 4029 210
Últimas notícias sobre a COVID-19
cabofriense

Cabofriense preparada para o Estadual

Time tenta colocar na estreia diante do América os ensinamentos de Eduardo Hungaro

30 janeiro 2016 - 10h48

A Cabofriense tem a chance de colocar em prá- tica tudo o que aprendeu nos quase dois meses de preparação com o técni- co Eduardo Hungaro. O time estreia hoje no Carioca diante do América, no Correão. O pontapé inicial será dado a partir das 19h30. Os ingressos cus- tam R$ 20 (inteira) e serão vendidos na bilheteria.

Com um elenco reformulado, com maior participação dos jogadores das categorias de base, a Cabofriense tenta não repetir a desastrosa campanha da edição passada. A comissão técnica estipulou como principal objetivo a classificação na primeira fase – tudo para garantir uma vaguinha na Série D do Brasileirão, neste segundo semestre e na Copa do Brasil do ano que vem.

Mas é preciso tomar cuidado. Em entrevista ao Futrio, o técnico do adversário disse que já estudou a Cabofriense e que está confiante em uma boa estreia do América. O principal objetivo do comandante é sair do Correão com os três pontos, sem nenhuma intimidação com a torcida da Cabofriense. Para isso, a diretoria foi atrás de um treinador com muita bagagem: Eduardo Hungaro. O técnico, que dirigiu o Botafogo em sua participação mais recente na Libertadores da América, em 2014, tem um elenco recheado de promessas formadas nas divisões de base. Uma delas é o atacante Abner, de 20 anos, um dos artilheiros do Estadual sub20 no ano passado. Além da fama de goleador, Abner também é um atacante de muita velocidade e que incomoda a defesa adversária.

Toda essa juventude será aliada de muita experiência, a começar pelo lateral-esquerdo Leandro, campeão da Tríplice Coroa (Brasileiro, Estadual e Copa do Brasil) pelo Cruzeiro em 2003 e do Paulista pelo Palmeiras em 2008. Leandro chegou na Cabofriense ainda em 2013 e coleciona grandes partidas com a camisa do clube.

Outro jogador que traz bagagem e títulos nas costas é o zagueiro Leandro Euzébio, bicampeão do Brasileirão (2010 e 2012) com a camisa do Flumi- nense. O defensor estava sem clube e treinando no Correão, mas decidiu aceitar a proposta da Cabofriense.

– Tenho uma expectativa muito boa para a competição. Temos um grupo qualificado, bons jogadores jovens, tem tudo para dar certo – disse Euzébio, otimista com a estreia do clube na competição. 

*Leia a matéria completa na edição impressa da Folha dos Lagos deste fim de semana.