Assine Já
sábado, 05 de dezembro de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 13221 Óbitos: 567
Confirmados Óbitos
Araruama 2625 126
Armação dos Búzios 1500 22
Arraial do Cabo 427 21
Cabo Frio 3925 183
Iguaba Grande 1197 41
São Pedro da Aldeia 2010 79
Saquarema 1537 95
Últimas notícias sobre a COVID-19
PRESENTE DE ANIVERSÁRIO

Cabofriense joga para conseguir classificação antecipada no Brasileirão da Série D

Para garantir vaga nessa rodada, Tricolor tem que vencer Nacional nesta sexta (13) e torcer por derrota do Cascavel

13 novembro 2020 - 12h58Por Redação

Segundo colocado do Grupo 7 da Série D do Campeonato Brasileiro, a Cabofriense pode se classificar antecipadamente à próxima fase nesta sexta-feira (13), dia do aniversário de Cabo Frio. O Tricolor Praiano recebe o Nacional (PR), às 15h, no estádio Correão, pela 12ª rodada.

Para que consiga a vaga e possa dar aos torcedores e munícipes esse presente, a Cabofriense precisa vencer o seu compromisso e torcer para que o Cascavel não pontue diante da Ferroviária, no Paraná. O comandante do tricolor praiano, Toninho Andrade, pediu foco ao time para que não deixe os três pontos escaparem:

– Jogo de fundamental importância pra gente e que pode consumar nossa classificação para a próxima fase. Jogo onde a responsabilidade está toda do nosso lado, onde o adversário não tem mais nenhuma pretensão na competição e temos que lidar com essa situação. Sabemos que na nossa chave não tem jogo fácil, nós tivemos dificuldades para bater o Toledo dentro de casa, que inclusive está em situação até pior que o Nacional na tabela de classificação. Um jogo que requer bastante concentração,foco, para que a gente não possa ser surpreendido com nada. Esperamos manter o bom nível e aproveitamento dentro de casa, sempre respeitando muito o adversário – disse o comandante, que completou:

– Pelo Nacional ser um franco atirador realmente faz o jogo ser bem perigoso, porque eles vem pra qualquer situação, e o que acontecer no jogo está de bom tamanho pra eles. Se eles ganharem não muda nada a situação deles, assim como se empatarem ou perderem. A responsabilidade está toda do nosso lado. Não podemos deixar que uma falsa situação de facilidade possa nos atrapalhar no jogo. Temos que concentrar bem, fazer bom jogo, organizado e concentrado para não sermos surpreendidos. Sempre falo isso para os atletas, quanto maior o jogo, como foi contra a Ferroviária, Bangu, Portuguesa, você consegue manter um nível de concentração muito alto, porque você sabe que são jogos decisivos contra equipes de ponta. E por vezes por você achar que supostamente pode acontecer uma facilidade pelas equipes não estarem bem colocadas isso pode trazer um perigo muito grande no jogo. Atenção e respeito o tempo inteiro para que possamos fazer um bom jogo e conquistar um resultado positivo – finalizou.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.