Assine Já
sexta, 04 de dezembro de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
23ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 13221 Óbitos: 567
Confirmados Óbitos
Araruama 2625 126
Armação dos Búzios 1500 22
Arraial do Cabo 427 21
Cabo Frio 3925 183
Iguaba Grande 1197 41
São Pedro da Aldeia 2010 79
Saquarema 1537 95
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cabofriense

Cabofriense está fora da Copa Rio após empatar com Nova Iguaçu

Tricolor Praiano faz 6 pontos em 21 disputados e dá adeus ao torneio estadual

15 outubro 2015 - 09h36Por Gabriel Tinoco

Um empate por 1 a 1 com o Nova Iguaçu saiu com sabor de derrota para a Cabofriense na tar­de desta quarta-feira (14). Afinal de contas, o time foi eliminado amargamente da Copa Rio – única competição do segundo semestre – e já pode começar os preparativos para o ano que vem. Resta apenas mais uma rodada para a Cabofriense, que não pode mais alcançar os 11 pontos da Portuguesa, encerrar a participação no torneio. Vinicius Nunes abriu o placar para os do­nos da casa, enquanto Anderson Kunzel deixou tudo igual para o Tricolor Praiano.

A péssima campanha foi coro­ada com a eliminação. A Cabo­friense soma apenas seis pontos em sete partidas disputadas. A derrota para o líder Bonsucesso dentro de casa deixou o Tricolor com grandes riscos de dar adeus ao torneio ainda hoje, o que pro­vavelmente desmotivou o time.

Além dos resultados ruins, o atraso no pagamento dos joga­dores culminarou no pedido de demissão de Edson Souza. O treinador deixou o comando do clube com 12 jogos, duas vitó­rias, três empates e sete derrotas. O próprio técnico interino Renato Alvarenga admitiu que as chan­ces de classificação para a fase eliminatória eram mínimas. A Cabofriense cumpre tabela ape­nas na tarde do dia 28, quando recebe a Portuguesa, atualmente na segunda posição do Grupo D.

Como de hábito nessa Copa Rio, a Cabofriense entrou so­nolenta em campo. Tanto que, logo aos sete minutos de jogo, o atacante Vinícius Nunes abriu o placar. Anderson Kunzel, um dos destaques do Tricolor na compe­tição, empatou aos 42 minutos da etapa inicial, reacendendo as esperanças de uma desmotivada Cabofriense na Copa Rio. Mas o confronto permaneceu sem maio­res emoções até o apito final.

Se com a bola rolando, o jogo não reservou bons lances aos torcedores, antes de entrar em campo os times exibiam um pés­simo desempenho. A partida de ontem marcava o duelo das duas piores campanhas da competi­ção. Nenhuma das equipes alte­rou a posição na tabela. A Cabo­friense segue na quarta posição, acima somente do lanterninha Nova Iguaçu.