Assine Já
segunda, 06 de julho de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
17ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 337 Confirmados: 3024 Óbitos: 179
Suspeitos: 337 Confirmados: 3024 Óbitos: 179
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 272 585 40
Armação dos Búzios X 256 6
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 954 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 24 465 16
Saquarema 17 484 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cabofriense

Cabofriense está fora da Copa Rio após empatar com Nova Iguaçu

Tricolor Praiano faz 6 pontos em 21 disputados e dá adeus ao torneio estadual

15 outubro 2015 - 09h36Por Gabriel Tinoco

Um empate por 1 a 1 com o Nova Iguaçu saiu com sabor de derrota para a Cabofriense na tar­de desta quarta-feira (14). Afinal de contas, o time foi eliminado amargamente da Copa Rio – única competição do segundo semestre – e já pode começar os preparativos para o ano que vem. Resta apenas mais uma rodada para a Cabofriense, que não pode mais alcançar os 11 pontos da Portuguesa, encerrar a participação no torneio. Vinicius Nunes abriu o placar para os do­nos da casa, enquanto Anderson Kunzel deixou tudo igual para o Tricolor Praiano.

A péssima campanha foi coro­ada com a eliminação. A Cabo­friense soma apenas seis pontos em sete partidas disputadas. A derrota para o líder Bonsucesso dentro de casa deixou o Tricolor com grandes riscos de dar adeus ao torneio ainda hoje, o que pro­vavelmente desmotivou o time.

Além dos resultados ruins, o atraso no pagamento dos joga­dores culminarou no pedido de demissão de Edson Souza. O treinador deixou o comando do clube com 12 jogos, duas vitó­rias, três empates e sete derrotas. O próprio técnico interino Renato Alvarenga admitiu que as chan­ces de classificação para a fase eliminatória eram mínimas. A Cabofriense cumpre tabela ape­nas na tarde do dia 28, quando recebe a Portuguesa, atualmente na segunda posição do Grupo D.

Como de hábito nessa Copa Rio, a Cabofriense entrou so­nolenta em campo. Tanto que, logo aos sete minutos de jogo, o atacante Vinícius Nunes abriu o placar. Anderson Kunzel, um dos destaques do Tricolor na compe­tição, empatou aos 42 minutos da etapa inicial, reacendendo as esperanças de uma desmotivada Cabofriense na Copa Rio. Mas o confronto permaneceu sem maio­res emoções até o apito final.

Se com a bola rolando, o jogo não reservou bons lances aos torcedores, antes de entrar em campo os times exibiam um pés­simo desempenho. A partida de ontem marcava o duelo das duas piores campanhas da competi­ção. Nenhuma das equipes alte­rou a posição na tabela. A Cabo­friense segue na quarta posição, acima somente do lanterninha Nova Iguaçu.