Assine Já
terça, 07 de julho de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
TEMPO REAL Suspeitos: 293 Confirmados: 3094 Óbitos: 185
Suspeitos: 293 Confirmados: 3094 Óbitos: 185
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 254 597 40
Armação dos Búzios X 265 7
Arraial do Cabo 9 83 11
Cabo Frio X 959 61
Iguaba Grande 13 218 20
São Pedro da Aldeia 1 479 16
Saquarema 16 493 30
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cabofriense

Cabofriense encara Tigres lutando pela sobrevivência no Carioca

Sem o Correão, Tricolor Praiano joga chances de classificação em Macaé

27 fevereiro 2016 - 13h52Por Gabriel Tinoco I Foto: Andreia Maciel (ADC)
Cabofriense encara Tigres lutando pela sobrevivência no Carioca

Com remotas possibilidades de classificação e na vice-lanterna do Grupo A do Campeonato Carioca, a Cabofriense entra em campo contra o Tigres, neste sábado (27), às 16h, no Moacyrzão, em Macaé. O time de Eduardo Hungaro tenta se reerguer na competição e precisa de uma vitória a qualquer custo na partida, que vale pela sétima e penúltima rodada da primeira fase do torneio.

O momento é complicado. A Cabofriense vem de três derrotas seguidas (para Friburguense, Botafogo e Flamengo). A última – e única – vitória foi no dia 11 de fevereiro, contra o Bonsucesso, em Bacaxá. Com esses resultados, a equipe soma apenas quatro pontos em 18 disputados, e só não está pior que Macaé, que tem os mesmos quatro pontos, e Tigres e Bonsucesso, que têm pontuação negativa após punição por escalação irregular.
Ainda assim, o técnico Eduardo Hungaro acredita em uma recuperação nessa reta final para avançar à próxima fase:

– Nosso objetivo é classificar para a fase final. Com o último resultado, fica muito difícil. A equipe tem evoluído bem e mostrado uma condição legal e isso me deixa bastante animado com relação ao futuro da equipe – disse, após a derrota para o Fla.
Situação no campeonato – Se a Cabofriense quiser se manter viva na Taça Guanabara (a fase mais importante do Carioca), precisa vencer os dois jogos que restam, contra Tigres e Volta Redonda (fora) e torcer por tropeços de Fluminense, Portuguesa e Resende (veja tabela abaixo). Caso não fique entre os quatro primeiros em seu grupo, o clube disputará o Grupo D, uma introdução à Taça Rio, com os outros sete eliminados.

O time

Depois de perder Andreazzi, Dedé, Danilo e Franco, o téncico Eduardo Hungaro tem diante do time de Xerém o desfalque de um dos principais jogadores da equipe, Keninha, que dá a vaga para Maicon Souza.

CABOFRIENSE X TIGRES – 16 horas – Estádio Cláudio Moacyr (Macaé)

Cabofriense – Andrey, Júlio Lopes, Rafael Sales, Juliano, Leandro; Gilson, Pedro Henrique, Maicon Souza, Carlinhos; Marquinhos do Sul e Charles Chad.

Tigres – Renan, Alex; Sérgio Raphael, Thiago, Lucão; Rodrigo Sam, Gabriel; Ayrton, Giovanni; Fabiano Oliveira e Everton.

Arbitragem:  Paulo Renato Moreira da Silva Coelho, auxiliado por Carine Belmont Nascimento de Moraes e Fabiana Nobrega Pitta