Assine Já
sexta, 25 de setembro de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8076 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 483 10
Arraial do Cabo 242 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cabofriense

Cabofriense encara Tigres lutando pela sobrevivência no Carioca

Sem o Correão, Tricolor Praiano joga chances de classificação em Macaé

27 fevereiro 2016 - 13h52Por Gabriel Tinoco I Foto: Andreia Maciel (ADC)
Cabofriense encara Tigres lutando pela sobrevivência no Carioca

Com remotas possibilidades de classificação e na vice-lanterna do Grupo A do Campeonato Carioca, a Cabofriense entra em campo contra o Tigres, neste sábado (27), às 16h, no Moacyrzão, em Macaé. O time de Eduardo Hungaro tenta se reerguer na competição e precisa de uma vitória a qualquer custo na partida, que vale pela sétima e penúltima rodada da primeira fase do torneio.

O momento é complicado. A Cabofriense vem de três derrotas seguidas (para Friburguense, Botafogo e Flamengo). A última – e única – vitória foi no dia 11 de fevereiro, contra o Bonsucesso, em Bacaxá. Com esses resultados, a equipe soma apenas quatro pontos em 18 disputados, e só não está pior que Macaé, que tem os mesmos quatro pontos, e Tigres e Bonsucesso, que têm pontuação negativa após punição por escalação irregular.
Ainda assim, o técnico Eduardo Hungaro acredita em uma recuperação nessa reta final para avançar à próxima fase:

– Nosso objetivo é classificar para a fase final. Com o último resultado, fica muito difícil. A equipe tem evoluído bem e mostrado uma condição legal e isso me deixa bastante animado com relação ao futuro da equipe – disse, após a derrota para o Fla.
Situação no campeonato – Se a Cabofriense quiser se manter viva na Taça Guanabara (a fase mais importante do Carioca), precisa vencer os dois jogos que restam, contra Tigres e Volta Redonda (fora) e torcer por tropeços de Fluminense, Portuguesa e Resende (veja tabela abaixo). Caso não fique entre os quatro primeiros em seu grupo, o clube disputará o Grupo D, uma introdução à Taça Rio, com os outros sete eliminados.

O time

Depois de perder Andreazzi, Dedé, Danilo e Franco, o téncico Eduardo Hungaro tem diante do time de Xerém o desfalque de um dos principais jogadores da equipe, Keninha, que dá a vaga para Maicon Souza.

CABOFRIENSE X TIGRES – 16 horas – Estádio Cláudio Moacyr (Macaé)

Cabofriense – Andrey, Júlio Lopes, Rafael Sales, Juliano, Leandro; Gilson, Pedro Henrique, Maicon Souza, Carlinhos; Marquinhos do Sul e Charles Chad.

Tigres – Renan, Alex; Sérgio Raphael, Thiago, Lucão; Rodrigo Sam, Gabriel; Ayrton, Giovanni; Fabiano Oliveira e Everton.

Arbitragem:  Paulo Renato Moreira da Silva Coelho, auxiliado por Carine Belmont Nascimento de Moraes e Fabiana Nobrega Pitta