Assine Já
quarta, 26 de janeiro de 2022
Região dos Lagos
32ºmax
22ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 57760 Óbitos: 2243
Confirmados Óbitos
Araruama 12913 456
Armação dos Búzios 7361 73
Arraial do Cabo 2014 93
Cabo Frio 16940 938
Iguaba Grande 5610 148
São Pedro da Aldeia 8267 292
Saquarema 4655 243
Últimas notícias sobre a COVID-19
VOLTA POR CIMA

Buziano conquista estadual de surfe profissional em casa, na Praia de Geribá

Theo Fresia chegou a suspender treinos e trabalhar como motoboy para ajudar a família; fase ruim é deixada para trás com 'chave de ouro'

06 dezembro 2021 - 18h00Por Redação

Neste sábado (4), na Praia de Geribá, em Búzios, o surfista Theo Fresia foi campeão estadual no "quintal de casa", batendo grandes nomes do surfe nacional em uma final eletrizante. O título representa um desfecho feliz após um período em que Theo precisou se desdobrar para treinar e ainda ajudar em casa com as contas.

No início da pandemia, o atleta teve que ajudar a família e começou a fazer entregas como motoboy. Pausou com os treinos por algumas semanas para focar no auxílio em casa. Com as competições paradas, Theo deu início a aulas de surfe para estar na água e juntar uma grana, visando voltar a competir quando os eventos retornassem. Hoje em dia, o atleta conta com a própria escola de surf, conseguindo excelentes números de aulas.

"Foi um evento ainda na pandemia. E a pandemia foi bem difícil para a gente. Minha mãe tem uma escola de dança e meu pai é feirante, então, quando fechou tudo eu comecei a trabalhar como motoboy para dar uma moral em casa. Paralelo a isso eu comecei a fazer o Instagram da Fresia Surf Class [escolinha de surfe] e aí quando teve a liberação das praias eu comecei a dar aulas de surfe na minha escola. A escola foi criada na pandemia e hoje ela é a maior de Búzios e uma das maiores da região. A gente da em média entre 300 e 500 aulas por mês, temos um aplicativo próprio de reservas, temos uma loja física junto com uma surf shop. Então as coisas aconteceram na pandemia e sempre batalhando, sempre na correria. Esse lance de motoboy tive que fazer acontecer e não deixar a peteca cair", disse.

Além das aulas presenciais, Theo inovou o jeito de ensinar, ao criar o "Aprenda a surfar online". Com a pandemia, ele teve mais tempo para aprimorar a ideia e colocá-la em prática. O curso ensina toda a teoria antes do aluno pegar a primeira onda, com vídeo-aulas que mostram o passo a passo antes de entrar na água.

Em 2021, os grandes eventos voltaram, como os do mundial do QS, e Fresia partiu para o terceiro ano disputando a liga da WSL. Mas os resultados não foram os esperados e o buziano seguiu o caminho. Ao todo, foram quatro etapas do QS, duas fora do Brasil. E mesmo assim nada deixou Theo abalado, que teve como recompensa de todo o sacrifício, no último mês do ano, a conquista como campeão estadual dentro de casa!

"Eu estava passando por um processo dentro do surfe competição muito difícil. Meus seis últimos eventos eu tinha perdido quatro logo de cara, na primeira fase, e dois eu passei uma bateria e perdi... então, eu estava numa situação complicada. E depois da minha última derrota semanas atrás, meio que dei uma peneirada e vi o que poderia melhorar e foi aí que comecei a trabalhar com Paulo Moço que é o meu treinador agora. Um cara aqui de Búzios, sabe muito de surfe e a gente começou a alinhar tudo que eu já sabia e ele também. A gente fez um trabalho pré-evento e acabei levando o evento. Paralelo, com a Lulu (@peloolhardalu), minha na morada, me filma praticamente todos os dias quando ela pode, depois a gente analisa as ondas. Então, o lance foi mesmo passando por um momento difícil não deixar abaixar a moral da tropa e manter o trabalho sendo feito e fazer algumas mudanças que deveriam ser feitas", falou!

Vitória em Geribá

O Búzios Garytos Surf Pro Am 2021 contou pontos para o Circuito Brasileiro Profissional da ABRASP e para o Circuito Estadual do Rio de Janeiro pela Feserj. Teve início na última quinta-feira (2) e foi finalizado no último sábado (4), com a vitória de Theo Fresia.

Theo levou a melhor com uma virada eletrizante, somando 15.25 pontos, seguido do saquaremense Raoni Monteiro, com 14.00 pontos. Leandro Bastos ficou em 3º com 12.90 e Anderson Pikachu, com 12.10 em 4º.

"Foi uma honra competir naquela final. Raoni e o Leandro Bastos cada um tem no mínimo 15 anos de surfe competição. O Pikachu já não é uma promessa, ele é uma realidade do surfe brasileiro. Final de alto nível, todo mundo surfou em alto nível. E ali eu consegui ter as melhores decisões durante os 20 minutos. Tudo se encaixou, consegui pegar as melhores ondas e consegui deixar essa vitória em casa", afirmou.

O anuncio da vitória do buziano, nos momentos finais da bateria, levou a Praia de Geribá ao delírio.

Sobre Theo Fresia

Theo começou a surfar com 8 anos de idade, na Praia de Geribá, em Búzios. Tudo aconteceu graças ao irmão, Yuri, que resolveu aprender a surfar em uma escolinha pública. Theo, que é o caçula, foi junto. Filho mais novo, ele sempre foi muito competitivo na disputa com os irmãos. E isso o ajudou a entrar nas competições de surf, aos 10 anos, começando no circuito municipal da cidade.

Depois que competiu pela primeira vez, o surfista começou a pesquisar os calendários dos campeonatos, foi ali que viu que era um "vício". A família sempre apoiou, o que dá o maior gás para continuar a jornada no surf competição.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.