Assine Já
terça, 20 de abril de 2021
Região dos Lagos
26ºmax
19ºmin
Tropical
http://www.alerj.rj.gov.br/
TEMPO REAL Confirmados: 34054 Óbitos: 1273
Confirmados Óbitos
Araruama 8675 279
Armação dos Búzios 4115 54
Arraial do Cabo 1200 64
Cabo Frio 9216 453
Iguaba Grande 3308 82
São Pedro da Aldeia 4728 188
Saquarema 2812 153
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cabofriense

A hora de recuperar os pontos

Cabofriense visita Madureira, hoje, para se recuperar de empate em casa

03 fevereiro 2016 - 10h18

De olho em recuperar os pontos perdidos na estreia, quando empatou em casa contra o América, a Cabofriense vai ao Rio de Janeiro, hoje, às 17h, enfrentar o Madureira pela segunda rodada do Campeonato Carioca. O adversário do dia foi goleado na estreia pelo Vasco, fora: 4 a 1.

Para a partida, o técnico Eduardo Hungaro não vai poder contar com o zagueiro Rafael Sales, que fraturou a costela no segundo tempo do jogo contra o América, e para por 15 dias. O desfalque abre espaço para que o treinador possa modificar o esquema: a Cabofriense entrou na estreia num 5-3-2 e na segunda etapa migrou para o 4-4-2, quando teve melhor desempenho.

Independente do esquema, o que vai contar na partida, segundo o comandante, é o empenho e a inteligência para aproveitar os espaços que devem ser deixados pelo adversário mandante.

– Às vezes, um jogo fora nos dá mais chance de vitória. Em casa, é preciso assumir o jogo, ir para cima, correr riscos. Às vezes, a interpretação de quem comenta é errada, porque o time mandante dá 50 metros ao adversário. Temos jogadores no grupo que sabem explorar esse espaço – avaliou Hungaro.

Após a estreia, no sábado, a Cabofriense fez treino regenerativo, no domingo, e treinou normalmente segunda-feira e ontem. A equipe viaja hoje.
 

O adversário – O Madureira, adversário de hoje, tem velhos conhecidos da torcida da Cabofriense. A começar pelo técnico Alfredo Sampaio, que passou pelo clube em 2009 e 2015. O meia-atacante Arthur Faria, que estava no elenco tricolor classificado às semifinais em 2014, é titular da equipe, assim como Geovane Maranhão, ex-Vasco.