Assine Já
sexta, 03 de julho de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 325 Confirmados: 2996 Óbitos: 179
Suspeitos: 325 Confirmados: 2996 Óbitos: 179
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 260 584 40
Armação dos Búzios X 250 6
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 943 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 24 455 16
Saquarema 17 484 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cabofriense

A hora de recuperar os pontos

Cabofriense visita Madureira, hoje, para se recuperar de empate em casa

03 fevereiro 2016 - 10h18

De olho em recuperar os pontos perdidos na estreia, quando empatou em casa contra o América, a Cabofriense vai ao Rio de Janeiro, hoje, às 17h, enfrentar o Madureira pela segunda rodada do Campeonato Carioca. O adversário do dia foi goleado na estreia pelo Vasco, fora: 4 a 1.

Para a partida, o técnico Eduardo Hungaro não vai poder contar com o zagueiro Rafael Sales, que fraturou a costela no segundo tempo do jogo contra o América, e para por 15 dias. O desfalque abre espaço para que o treinador possa modificar o esquema: a Cabofriense entrou na estreia num 5-3-2 e na segunda etapa migrou para o 4-4-2, quando teve melhor desempenho.

Independente do esquema, o que vai contar na partida, segundo o comandante, é o empenho e a inteligência para aproveitar os espaços que devem ser deixados pelo adversário mandante.

– Às vezes, um jogo fora nos dá mais chance de vitória. Em casa, é preciso assumir o jogo, ir para cima, correr riscos. Às vezes, a interpretação de quem comenta é errada, porque o time mandante dá 50 metros ao adversário. Temos jogadores no grupo que sabem explorar esse espaço – avaliou Hungaro.

Após a estreia, no sábado, a Cabofriense fez treino regenerativo, no domingo, e treinou normalmente segunda-feira e ontem. A equipe viaja hoje.
 

O adversário – O Madureira, adversário de hoje, tem velhos conhecidos da torcida da Cabofriense. A começar pelo técnico Alfredo Sampaio, que passou pelo clube em 2009 e 2015. O meia-atacante Arthur Faria, que estava no elenco tricolor classificado às semifinais em 2014, é titular da equipe, assim como Geovane Maranhão, ex-Vasco.