terça, 18 de junho de 2024
terça, 18 de junho de 2024
Cabo Frio
21°C
Park lagos
Park Lagos 2
Cultura

Ypiranga dos Guaranys em Cabo Frio: pesquisadores apresentarão oficina online no dia 25/04 (quinta)

Marcelo Sant'Ana Lemos e Luiz Guilherme Scaldaferri Moreira vão dar detalhes inéditos sobre obra que será lançada em audiobook e livro em braille pela editora Sophia

24 abril 2024 - 17h09Por Redação
Ypiranga dos Guaranys em Cabo Frio: pesquisadores apresentarão oficina online no dia 25/04 (quinta)

De que forma a trajetória do primeiro indígena universitário do Brasil se confunde com a história de Cabo Frio e das Baixadas Litorâneas? Essa é uma das questões que serão respondidas pelos professores Marcelo Sant’Ana Lemos e Luiz Guilherme Scaldaferri Moreira durante oficina online no dia 25/04/2024 (quinta-feira), a partir das 18h30. A transmissão acontecerá no YouTube e do Facebook da editora Sophia. Essa é uma das etapas do projeto “Ypiranga dos Guaranys em Cabo Frio: atuação cultural, política e econômica do primeiro indígena universitário do Brasil (séc. XIX)”, realização do Governo Federal, Ministério da Cultura, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através do edital Diversidades em Diálogo - Lei Paulo Gustavo.

Durante o encontro, os pesquisadores vão ressaltar as contribuições que os povos indígenas deram ao patrimônio cultural, à cultura, à memória e à história das Baixadas Litorâneas. Para isso, terão como fio condutor a biografia de um importante personagem da história do país, ainda pouco conhecido. Trata-se do primeiro indígena bacharel em direito do Brasil (1850), José Peixoto Ypiranga dos Guaranys, nascido em 1824, natural de Cabo Frio e oriundo da aldeia de São Pedro da Aldeia.

Ative o lembrete no link da live: 

A primeira parte da vida desse personagem foi revelada no livro “O primeiro indígena universitário do Brasil — Dr. José Peixoto Ypiranga dos Guaranys (1824-1873)”, publicado pela Sophia em 2023. Os autores aprofundaram a pesquisa e agora trazem material inédito sobre a atuação profissional de Ypiranga dos Guaranys em Cabo Frio. Entre os anos de 1840 e 1876, ele foi vereador por vários quadriênios, chegando inclusive a presidir a Câmara Municipal de Cabo Frio. A pesquisa será transformada em e-book, audiobook e livro em braille.

Um dos objetivos do encontro é difundir o conhecimento entre os professores da rede pública de ensino. A coordenadoria de Formação Continuada da Secretaria de Educação de Cabo Frio confirmou participação. No entanto, o evento será aberto e gratuito. A gravação permanecerá inteiramente disponível nas redes sociais. Os pesquisadores apresentarão detalhes sobre suas descobertas sobre a vida de Ypiranga dos Guaranys. Em seguida, vão responder às perguntas enviadas pelos participantes da oficina.

Sobre os pesquisadores

Marcelo Sant’Ana Lemos

Mestre em história (Uerj). Licenciado em geografia (Uerj). Foi professor da rede estadual, no município do Rio de Janeiro, e do Colégio Pedro II. Atualmente pesquisa a história dos povos indígenas do Sudeste, em particular os do Vale do Paraíba do Sul, com foco nos Puri. Entre as suas obras se destaca “O índio virou pó de café? Resistência indígena frente à expansão cafeeira no Vale do Paraíba” (2016).

Luiz Guilherme Scaldaferri Moreira

Doutor em história pela UFF. Professor das redes de Armação dos Búzios e de Cabo Frio. Pesquisa e populariza a história da Região dos Lagos, em especial da indígena. Entre suas obras: “Os índios na História da Aldeia de S. Pedro de Cabo Frio”, em coautoria com Janderson B. Carneiro; “História de Cabo Frio”, com José Francisco de Moura; e “História de Cabo Frio contada à minha filha”, livro infantil. Organizou com Flávia Ribeiro “Cabo Frio: 400 anos de história” (Ibram). Lançou o documentário “A Pesca Artesanal em Armação dos Búzios” (Iphan). Recebeu Menção Honrosa no Concurso de Monografias, Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro (2010). Agraciado pela Prefeitura de Cabo Frio com o diploma Otime Cardoso dos Santos, pela contribuição e difusão da ciência, tecnologia e inovação (2021). Membro da Academia Cabo-friense de Letras.