Assine Já
domingo, 24 de outubro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
LITERATURA

Sophia Editora lança antologia de poemas durante Festa Literária em Cabo Frio

Quinta edição do projeto será lançada no próximo dia 9, na Praia do Forte

02 outubro 2021 - 16h32Por Rodrigo Branco

Simone de Beauvoir dizia que não se pode escrever nada com indiferença. Longe disso, é exatamente sobre a paixão envolvida no ofício da escrita que tratam os 53 poemas selecionados para fazer parte do livro ‘Florescer a Escrita’, quinta edição da Antologia Poética Flores Literárias, que será lançada no próximo sábado (9), pela Sophia Editora, durante a Festa Literária Cabo-friense (FLIC). O evento será realizado às 16h, no quiosque 8, na Praia do Forte, onde recentemente foi inaugurado um posto avançado da Prefeitura.

A obra coletiva organizada pelas professoras e escritoras Jaqueline Brum e Andréa Rezende terá textos de autores já consagrados, mas também de iniciantes, que terão a oportunidade de estrear no mercado editorial. O prefácio é do jornalista e editor literário da Sophia Editora, Rodrigo Cabral. Andréa celebra a parceria com a editora e explica o conceito do trabalho.

– Desta vez, o tema é ‘Florescer a Escrita’, ou seja, são poemas que falam sobre o próprio fazer poético. São poemas metalinguísticos, que a gente chama de ‘metapoemas’. Todos os poetas, em sua maioria, falaram sobre esse fazer da poesia, sobre esse fazer da literatura dentro desses poemas. Então essa antologia está linda, está muito interessante, porque é uma espécie de depoimento poético sobre a nossa escrita literária – comenta a professora.

A FLIC é realizada desde 2016 pelo Coletivo Cultural Flores Literárias, fundado em Cabo Frio naquele mesmo ano. Na edição de 2021, a programação será realizada em formato híbrido em função da pandemia de Covid-19.

O coletivo formado por mulheres promove o fomento cultural, aberto ao público em geral, com ênfase na literatura. Ao longo dos últimos cinco anos, o coletivo realizou e participou de inúmeros eventos, rodas de debates, e palestras, voltadas para a Cultura em geral. Já em 2017, o grupo conseguiu lançar a primeira antologia poética.

Para a realização da coletânea, um edital foi aberto para que os artistas enviassem seus trabalhos. Neste ano, foi realizada uma oficina ministrada por Andréa Rezende para que os escritores pudessem construir textos poéticos dentro da temática proposta.

- É um trabalho que a gente reliza com muito amor. Ele reúne poetas, escritores e escritoras já consagrados, mas também muitos que estão chegando agora, que não têm um livro solo publicado e vêem no coletivo uma esperança de ter um texto seu registrado, publicado dentro de um livro. Vivenciar essa emoção que é ter o seu nome ao lado de outros autores. Então é um projeto que traz pra gente muito amor, muito orgulho, principalmente por ser um coletivo - explica Jaqueline Brum.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.