Assine Já
quinta, 07 de julho de 2022
Região dos Lagos
28ºmax
20ºmin
VIAJE BEM Confira 331 hospedagens bem avaliadas na Região dos Lagos
EU TÔ VOLTANDO

Projeto Nosso Samba retoma roda na rua depois de mais de dois anos

Evento acontece no próximo sábado (4), a partir das 17h, na Passagem, em Cabo Frio

31 maio 2022 - 13h33Por Redação

Assim como aconteceu com outros eventos artísticos e culturais, a pandemia calou os tantans do Projeto Nosso Samba por mais de dois anos, sem rodas nas ruas. A última foi realizada em dezembro de 2019. A saudade apertou, mas o público vai ter a oportunidade de matá-la no próximo sábado (4), a partir das 17h, quando o projeto volta com tudo, no seu lugar tradicional, a Praça Gentil Gomes de Faria, na Passagem, em Cabo Frio.

A programação conta com feira de microempreendedoras criativas, em parceria com o grupo Brecholeiras. A DJ Nana Clara se apresentará  no warm up e nos intervalos. A roda de samba ficará a cargo do grupo carioca Um Salto no Samba, com participação especial de Nega Mari. No encerramento, o Coletivo Griot promoverá uma roda de jongo, coco e ciranda.

Estávamos ansiosas pra esse momento e temos certeza que vai ser incrível: a mulherada ocupando mais uma vez o espaço público com roda de samba e a feira com várias empreendedoras da nossa cidade, cervejinha gelada e todo mundo junto com a energia lá em cima, do jeito que vocês já conhecem avisa Carol Gonçalves, uma das produtoras do projeto.

O Nosso Samba é realizado desde 2018 em Cabo Frio e se firmou como projeto que evidencia o protagonismo das mulheres na produção, nas manifestações artísticas e no empreendedorismo criativo. Ao longo da pandemia, chegou a ser realizado um 'pocket show', no Charitas, em dezembro do ano pssado, para comemorar os três anos do projeto. 

Karenn Varella, também produtora, reforça que o evento é gratuito, mas a participação colaborativa do público é essencial.

Estamos muito animadas com o retorno para a praça! O projeto é independente e apesar de ser gratuito, é de extrema importância a consumação do público no bar do evento e a contribuição no chapéu para que possamos ocupar a praça outras vezes de forma sustentável explica. 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.