Assine Já
sexta, 10 de julho de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Suspeitos: 320 Confirmados: 3310 Óbitos: 194
Suspeitos: 320 Confirmados: 3310 Óbitos: 194
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 274 658 42
Armação dos Búzios X 266 7
Arraial do Cabo 9 83 11
Cabo Frio X 1016 62
Iguaba Grande 13 218 20
São Pedro da Aldeia 1 528 19
Saquarema 23 541 33
Últimas notícias sobre a COVID-19
Santo Samba

Primeira edição do "Santo Samba Convida" recebe Zé da Velha e Silvério Pontes

Dupla comemora 25 anos de parceria no Clube Costa Azul, em Cabo Frio, dia 03

11 março 2016 - 14h18
Primeira edição do "Santo Samba Convida" recebe Zé da Velha e Silvério Pontes

Dupla de trombonista e trompetista comemora 25 anos no Santo Samba Especial – Foto: Divulgação

 

A primeira edição da série especial "Santo Samba Convida", recebe Zé da Velha e Silvério Pontes, no dia três de abril, no Clube Costa Azul, em Cabo Frio. A dupla comemora 25 anos de parceria e são reconhecidos como grandes instrumentistas da música popular brasileira. Os ingressos são vendidos no Clube. Antecipado: R$ 15 e no dia R$ 20.  

Zé da Vellha, conhecido como um dos maiores solistas de choro no Brasil, já integrou a banda regional do Pixinguinha, Donga e João da Baiana, além de ter se apresentado ao lado do grande Jacob do Bandolim. Atualmente Zé da Velha continua "destruindo" seu famoso trombone participando em bandas de artistas como Luiz Melodia, Beth carvalho, Elza Soares, Martinho da Vila e mais, continuamente, no trabalho em dupla com Silvério Pontes.
 
Silvério Pontes, compositor/instrumentista, começou tocando aos 8 anos na banda musical de sua cidade Lajes de Muriaé. Conhecido pelo seu virtuosismo, competência e grande talento, Silvério integra naipes de sopro nas bandas de Melodia, Cidade negra, Ed Motta e, durante muito tempo foi músico do Tim Maia. E trabalhar com Tim Maia, todos sabem, só quem é fera!
 
Parceria de Prata – No ano do jubileu, os músicos reuniram num disco, que pode ser classificado como fabuloso, o melhor da música instrumental com muito choro e samba de gafieira.