Assine Já
segunda, 18 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
30ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
portinho bohêmio

Portinho Bohêmio está de volta

Evento faz tributo a Luiz Gonzaga com diversos artistas locais

29 junho 2016 - 17h00
Portinho Bohêmio está de volta

O Portinho Bohêmio está de volta. Após um ano e meio, um dos principais eventos da cidade retorna ao lugar de origem, o Portinho, à beira do canal. O retorno acontecerá com tributo a Luiz Gonzaga, o ‘Rei do Baião’, amanhã, sexta-feira, às 19h. O evento tem entrada franca e completa o oitavo aniversário nesta edição com o título de ‘Estamos Indo de Volta para Casa’.

As atrações confirmadas para embalar a noite desta sexta-fei- ra são: Alessandra Luna e Vivi Medina e a banda Rabuja. Luiz Gonzaga foi um dos instrumentistas nacionais mais influentes, além de pai adotivo do compositor e letrista Gonzaguinha, outra figura importantíssima na história da música popular brasileira. O Portinho Bohêmio acontece sempre na primeira sextafeira de cada mês. O evento é o mais tradicional do bairro e movimentava bastante o comércio local. Além disso, tendas de comidas e bebidas eram instaladas ao lado do palco.

A cada edição, um artista conhecido é homenageado – ou até um gênero musical, com um cardápio bastante variado para cada ritmo. Estrelas internacionais e nacionais já ganharam tributos. O evento é realizado em frente a bares, o que aumenta o clima de boemia durante os shows. O organizador do Portinho Bohêmio, Marcelo Santa Rosa, está com expectativa altíssima para a 69ª edição.

– A expectativa está excelente, porque a cidade toda está esperando um ano e meio. Devido a esse tempo em que o evento não é realizado, a expectativa cresce em cima do retorno do evento ao reduto inicial – afirma.

Marcelo Santa Rosa relembra todos os benefícios que o comércio ganha a cada evento, com o grande aumento do movimento no bairro.

– Os comerciantes também estão bem ansiosos. Afinal de contas, sempre foram nossos parceiros. Além do tema, festejar o aniversário de oito anos do evento também é um fator que contribui para que a organização espere por casa cheia – diz o organizador, bastante otimista com a próxima edição. 

 

*Foto: arquivo