Assine Já
segunda, 18 de outubro de 2021
Região dos Lagos
21ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52181 Óbitos: 2123
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6500 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14677 858
Iguaba Grande 5464 140
São Pedro da Aldeia 6968 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
CABO FRIO

“Pôr do Sol Histórico” apresenta poesias de Casimiro de Abreu e tributo à Cássia Eller, em Cabo Frio

O projeto, gratuito e aberto ao público, acontecerá na Praia do Peró

10 dezembro 2019 - 14h32Por Redação
“Pôr do Sol Histórico” apresenta poesias de Casimiro de Abreu e tributo à Cássia Eller, em Cabo Frio

A praia do Peró, certificada pelo Programa Bandeira Azul para a temporada 2019/2020, será palco da edição especial do Pôr do Sol Histórico, nesta sexta-feira (13) a partir das 17h. A concentração será na orla da praia, ao lado da bandeira azul. O projeto, gratuito e aberto ao público, proporciona aos participantes história, música e literatura.

Nesta edição, encerrando o ano de atividades, os participantes poderão conhecer um pouco mais sobre a formação histórica da cidade de Cabo Frio, através da ocupação jesuítica e beneditina, o recital de poesias será dedicado ao poeta Casimiro de Abreu e uma homenagem ao vivo com as músicas da cantora Cássia Eller.

O Pôr do Sol é uma iniciativa da Secretaria de Turismo, iniciada no mês de outubro de 2018, que nasceu como complemento do projeto Caminhos da História. Os encontros são mensais e ocorrem especialmente no Morro da Guia e em outros locais dos territórios turísticos, sempre com um pouco de história, literatura em forma de recital dedicada a um poeta e música ao vivo com cantores locais apresentando as canções de artistas nacionais.

O secretário de Turismo, Paulo Cotias celebra os bons resultados da atividade durante o ano.

“O Pôr do Sol Histórico já se consolidou como um atrativo turístico diferenciado em diversos pontos turísticos da cidade, como a praia do Siqueira, Morro da Guia, na praia do Peró e na praia do Pontal, em Tamoios. Conseguimos expandir e aumentar o público, entre moradores e turistas, com música e poesia, além da história. Nossa proposta para o próximo ano é levar o projeto a mais locais, como o cantinho do forte e outro que temos em mente, sempre atentos, também, aos apelos dos moradores”, comemorou.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.