Assine Já
domingo, 27 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8076 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 483 10
Arraial do Cabo 242 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Mart

Mart exibe nesta sexta (31) filme do Cinema Novo rodado em Cabo Frio há 50 anos

'Antes, o Verão' tem imagens gravadas no Convento e no Canal do Itajuru

31 março 2017 - 09h32Por Texto: Rodrigo Branco | Foto: Reprodução
Mart exibe nesta sexta (31) filme do Cinema Novo rodado em Cabo Frio há 50 anos

Longa tem a participação de Norma Benguell e Jardel Filho, dois dos maiores artistas da época

Os cinéfilos que forem nesta sexta-feira (31) ao Museu de Arte Religiosa e Tradicional (Mart), a partir das 19h30, terão a chance de presenciar um momento histórico. A 2ª Mostra Cinema no Museu exibirá o clássico longa-metragem ‘Antes, o Verão’, do diretor Gérson Tavares. Rodado em Cabo Frio em 1967, a obra do período do Cinema Novo é uma adaptação do livro homônimo de Carlos Heitor Cony e será exibido masterizado e telecinado, isto é com qualidade de som e imagem superior ao das outras duas vezes em que o público cabofriense pôde assisti-lo.

Tavares, hoje com 91 anos, mora em Cabo Frio há 40 e desde então dedica-se apenas à pintura, arte em que iniciou a carreira. O cineasta veterano já confirmou presença no Mart para assistir à obra, que é protagonizada por dois dos principais atores brasileiros na época: Jardel Filho e Norma Benguell. Para o documentarista Lucas Muller, apesar de ser um filme do Cinema Novo, ‘Antes, o Verão’ tem estética mais apurada que outros filmes do mesmo movimento.

– A linguagem técnica é muito avançada, parecida com a das escolas francesa e italiana, consideradas as melhores da época. Na minha opinião, a fotografia desse filme é a mais bonita do Cinema Novo – opina Muller, que exibirá antes do longa o documentário ‘Depois do Inverno’ (de 20 minutos de duração), sobre a vida e carreira de Gérson Tavares.

Como muitas obras da época, ‘Antes, o Verão’ sofreu com a tesoura da Censura Federal por causa das cenas de nudez artística, o que o impediu de ser exibido por décadas. O fato só aumenta o valor histórico da obra que exibe imagens icônicas da cidade, como o Canal do Itajuru e o Convento.

– As pessoas mais antigas vão gostar muito, mas as da nova geração também – aposta Lucas Muller.