Assine Já
segunda, 18 de outubro de 2021
Região dos Lagos
21ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52181 Óbitos: 2123
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6500 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14677 858
Iguaba Grande 5464 140
São Pedro da Aldeia 6968 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
zeppelin

​Livro sobre acidente na 2ª Guerra ganha mais uma edição

'k-36 - O Zeppelin que caiu no Cabo' conta história que marcou Arraial do Cabo

22 outubro 2019 - 12h21
​Livro sobre acidente na 2ª Guerra ganha mais uma edição

O livro ‘K-36 – O Zeppelin Que Caiu no Cabo’ acaba de ter a sua quarta edição reimpressa pela Sophia Editora. O livro pode ser encontrado na sede da Folha dos Lagos, na Rua Major Belegard 502, Centro de Cabo Frio, e no quiosque Papaletras, no Shopping Park Lagos. Também está à venda no site da editora.

O dirigível norte-americano que se chocou com o morro da Ilha do Farol colocou Arraial no mapa da Segunda Guerra. O autor contatou a enteada do piloto Richard Widdicombe, Christy Charry, para abrir o baú de recordações do veterano de guerra e já pensa em complementar as informações publicadas na primeira edição.

A história começa a ser escrita por causa de um alicate, repassado de geração em geração. O autor ouvia atenciosamente as histórias do avô sobre o alicate que ganhou por participar do resgate.

– Fui criado com meu avô contando as histórias do Zeppelin. Com o passar do tempo, ele faleceu e o alicate ficou com meu pai, que passou para mim. Certo dia, por curiosidade, fui buscar a marca do alicate. Encontrei um post do fabricante dizendo que, entre 1940 e 1945, fornecia inúmeras ferramentos ao Departamento de Defesa americano. Foi aí que descobri – revela.

Apesar do impacto, apenas dois dos dez tripulantes ficaram feridos levemente. O grande susto, contudo, não teve a devida documentação pelas autoridades norte-americanas e brasileiras na época, o que exigiu de Leandro, que é tecnólogo em petróleo e gás, um minucioso trabalho de pesquisa que durou cerca de dois anos e custou cerca de R$ 4 mil do próprio bolso. As informações necessárias para a conclusão do trabalho foram obtidas graças a uma rede de entrevistados que expandiu-se pouco a pouco e incluiu veteranos de guerra e quatro testemunhas.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.