Assine Já
sábado, 19 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
nossa senhora

Imagem de Nossa Senhora Aparecida embeleza Praia do Forte

Escultura de areia construída por Rafael Tavares deverá ficar concluída até o dia 12

07 outubro 2017 - 11h14Por Gabriel Tinoco
Imagem de Nossa Senhora Aparecida embeleza Praia do Forte

Mesmo sob ventos de quase 30 km/h, Rafael Tavares embelezou ainda mais a Praia do Forte para o feriado da Padroeira do Brasil. O artista da areia esculpiu Nossa Senhora Aparecida nas areias próximas ao quiosque e atraiu os olhares de turistas e moradores na manhã de ontem. “Fiz essa homenagem para ver se Nossa Senhora abençoa o Brasil e acaba com esses problemas que o país vem vivendo”, afirma Rafael.

De acordo com o escultor, a obra estará concluída até o feriado. A santa, segundo ele, receberá a companhia “de uma catedral, de anjinhos e do nome da cidade”.

– Digamos que apenas 25% da obra esteja pronta. Acabarei até o feriado. Demorei 20h para chegar até aqui. O vento atrapalha um pouco, né? Voa muita areia – diz o artista, que teve como última obra uma sereia esculpida em Niterói.

Rafael coleciona admiradores pelos trabalhos construídos nas areias. Segundo ele, os elogios são constantes por onde passa.

– Tem muita gente que fala: “Te vi em Niterói e te vi aqui. Gosto muito do seu trabalho”. As pessoas brigam com a areia e com o vento para ver a escultura ou tirar foto dela – conta, não sem certa satisfação.

Quem passava pelo calçadão da Praia do Forte era a professora Célia Guedes, 54, que rasgou elogios à obra.

– Passei por aqui e não tinha visto. Essa obra é muito bonita. O legal desse tipo de arte é que coloca as pessoas em contato com a natureza e com a religiosidade – comenta a mineira de Guaraciaba (MG).

Recém-chegada de Campos, a estudante cabofriense Camila Ramalho, 15, reuniu a família para uma fotografia com a escultura.

– Gostei muito. Não tem o que mais gostei na escultura. Ela em si está maravilhosa. A santa, a cruz... Tudo ficou muito bonito. Tem muita gente que não reconhece a santa como divindade, mas para para analisar a obra. As pessoas acham a escultura bonita e tiram fotos – opina.

 

​* Confira matéria completa na edição impressa da Folha dos Lagos.