Assine Já
domingo, 24 de outubro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
São Pedro

Escola de Artes celebra Dia do Artista de Teatro em programação especial

 As atividades tiveram como objetivo proporcionar o intercâmbio cultural entre os estudantes de Teatro e os artistas locais e da Região dos Lagos

23 agosto 2019 - 15h07
Escola de Artes celebra Dia do Artista de Teatro em programação especial

Em comemoração ao Dia do Artista de Teatro, a Escola de Artes de São Pedro da Aldeia promoveu, na última quarta (21) e quinta-feira (22), uma programação recheada de atrações artísticas, lúdicas e educativas voltadas aos alunos das turmas de Teatro da unidade escolar. A programação incluiu workshops e roda de conversa com artistas convidados, além de apresentações no Teatro Municipal Dr. Átila Costa. As atividades tiveram como objetivo proporcionar o intercâmbio cultural entre os estudantes de Teatro e os artistas locais e da Região dos Lagos.

Presente no evento, a secretária adjunta de Cultura, Edlúcia Marques, destacou a importância das comemorações pelo Dia do Artista de Teatro. “A função do artista em nossa sociedade é divertir e fazer pensar. Nossa Escola de Artes tem também uma função social e quanto mais informações trouxermos para eles, melhor. Celebramos essa data com uma programação especial e o nosso intuito foi fomentar a ideia do que é ser artista e promover essa integração entre os nossos talentos da Escola e os grupos de cidades vizinhas. Foi a hora de mostrar o que aprenderam”, destacou.

O primeiro dia de programação, na quarta-feira (21), foi aberto com o workshop “O Ator e a Dança” voltado aos alunos de teatro infantil e juvenil, entre seis e 10 anos de idade. Ministrada pelo pesquisador, ator e dançarino Paulo Motta, a oficina trabalhou exercícios corporais com foco na dança e no improviso, de forma dinâmica. “Foi uma oportunidade muito grande de poder contribuir para a cidade onde eu cresci e de fomentar nas crianças o gosto pelo Teatro e pela arte como material de estudo e como um meio para ter melhor qualidade de vida”, destacou o artista.

No turno da tarde, as atividades seguiram com a realização do workshop “Brincando de Fazer Teatro”, para os alunos da categoria infantil. A atividade foi conduzida pela atriz e educadora física Alexya Fernandes, ao lado do ator Wallace Mateus Azevedo. “O meu projeto didático é fazer com que a criança entenda os limites do corpo dela e a noção de espaço cênico, utilizando o Teatro e a Educação Física. Trabalhamos a atenção, a percepção e o respeito ao corpo, com jogos dinâmicos e brincadeiras”, salientou Alexya.

Em seguida, os estudantes da categoria juvenil participaram do workshop “O Ator Consciente”, ministrado pelo diretor de teatro Rodrigo Sena. O artista é fundador do grupo Risco Teatral, que reúne atores aldeenses e do município de Cabo Frio. A oficina trabalhou exercícios de respiração e consciência corporal, baseadas no método chamado “Rasaboxes”. “Buscamos trabalhar com a questão da percepção, da escuta cênica, da consciência corpórea e das emoções, com técnicas voltadas para o corpo. Estar aqui pela primeira vez, trabalhando para a Escola de Artes, trazer a nossa experiência e mostrar o nosso trabalho foi muito interessante. Todo aprendizado é uma troca”, ressaltou o artista, que também é escritor e professor universitário.

A dona de casa Renata Oliveira, do bairro Campo Redondo, levou a filha Manuela Oliveira, de oito anos, para participar das atividades comemorativas. “É o primeiro ano de Teatro da minha filha na Escola de Artes e eu tenho percebido que ela tem melhorado muito. Eu acho espetacular esse trabalho, São Pedro da Aldeia tem investido bem nessa parte da Cultura, tudo muito bem organizado. Eu só tenho a agradecer a Escola”, comentou.

Na quinta-feira (22), as atividades foram iniciadas no palco do Teatro Municipal com a realização do workshop “O Ator e o Tempo de Agora”, ministrado pelo ator, diretor, artista plástico e cineasta Marcelo Tosta, fundador da Companhia Religare. A oficina, voltada aos alunos de teatro Adulto, suscitou reflexões sobre o artista em sua essência, além de abordar técnicas de escuta em profundidade e exercícios cênicos. “A gente trabalhou especificamente com técnicas de desenvolvimento da escuta e da percepção, do nosso olhar no momento presente. Decidimos refletir sobre a nossa importância enquanto pessoas que podem e devem contribuir para que as memórias não sejam sacrificadas, para que a nossa identidade seja respeitada e para que o ser humano se aproxime cada vez mais do outro”, disse.

A programação continuou no início da noite, de volta à Escola de Artes, com uma roda de conversa envolvendo estudantes de teatro e personalidades culturais da região, entre elas José Facury, atual conselheiro estadual de Políticas Culturais, representando a região da Baixada Litorânea, e diretor de uma das companhias mais tradicionais de teatro de Cabo Frio, a Creche na Coxia, e os coordenadores da Escola de Circo de Armação dos Búzios, CircoLo Social, Antônio Carlos Pap e Marina Mackol.

Durante o bate-papo, os artistas contaram suas experiências pessoais na trajetória de suas carreiras e os principais desafios. “Quando se faz uma comemoração dessas pelo Dia do Artista do Teatro, a gente está dizendo também para a comunidade que o papel do artista é importante e tem que ser valorizado”, comentou Facury.

Em seguida, as atenções se voltaram para o Teatro Municipal Dr. Átila Soares, com diversas apresentações teatrais. Quem abriu a festa foram os alunos da Escola de Arte com a apresentação do esquete “Casa da Flor”, na qual narram a trajetória de Gabriel Joaquim dos Santos, o artista visionário que idealizou o cultuado espaço e que dá nome à Casa de Cultura do município.

Na sequência, foram apresentados números de dança e mágica com alunos do CircoLo Social, de Armação dos Búzios, seguido pelos alunos do curso de Artes Amena Mayall, de Cabo Frio, com o espetáculo “Ararema”, quase todo em expressão corporal, contando a história de personalidades da cultura da Região dos Lagos.

Animando um pouco mais a noite, entrou em cena o grupo Risco Teatral, com o espetáculo “O Auto dos Autos”, que narra de forma divertida uma luta entre Deus e o Diabo por uma alma. O esquete “Porque as pessoas não vão mais ao teatro”, encerrou as atividades da noite.

Toda a programação foi acompanhada de perto pelas instrutoras de Teatro da Escola de Artes, Nayara Gomes e Anna Fernanda Corrêa, que também é coordenadora artística da unidade.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 29 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições na porta de casa, de terça a sábado. Ligue já: (22) 2644-4698. *Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.