Assine Já
sábado, 23 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
20ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21896 Óbitos: 720
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 2221 110
Últimas notícias sobre a COVID-19
Entrevista

Em entrevista à Folha, Fabiana Karla fala sobre espetáculo “Nessa Mesa de Bar”

Bom humor e gargalhadas, pode!

25 setembro 2015 - 13h00

RODRIGO BRANCO

Estrela do humor nacional, Fabiana Karla encena seu espe­táculo ‘Nessa Mesa de Bar’, ao lado do ator Leandro da Matta, em apresentação única, nesta sexta (25), às 21h, no Hotel Paradiso Corpora­te, (Av. Teixeira e Souza, 2011, Braga). Conhecida pelo trabalho no humorístico ‘Zorra Total’, Fabiana deu entrevista à Folha falando da ansiedade pelo reen­contro com o público da cidade.Folha dos Lagos – Já conhecia Cabo Frio?

Fabiana Karla – Estivemos com outra peça em Cabo Frio e é sempre maravilhoso trabalhar na cidade, pelo público que é de­licioso e pela cidade que é linda.

Folha – E o que público ca­bofriense pode esperar desse boteco?

Fabiana – O público pode es­perar muitos risos, músicas do Rossi e um clima de romance.

Folha – Como está sendo a experiência de trabalhar no ‘Tomara que Caia’?

Fabiana – A turma do ‘Toma­ra que Caia’ é ótima, só tem fera! A novidade é que toda semana é uma história diferente. Temos um roteiro, mas o improviso passa a ser o principal elemento dos jogos que são propostos.

Folha – O que é fundamen­tal para aceitar um projeto?

Fabiana – O ideal para eu aceitar um projeto são os profis­sionais envolvidos e se o traba­lho desperta alguma paixão. Te­mos que nos apaixonar pelo que estamos fazendo.

Folha – Como foram as ex­periências de atuar em tele­dramaturgia, em obras mais extensas (‘Amor à Vida’; ‘Ga­briela’)? Pretende repetir?

Fabiana – Trabalhar em no­vela é diferente de trabalhar no Zorra , mas faz parte do trabalho de atriz ter sempre um desafio. Seja na TV, no teatro ou no cine­ma. Cada um com sua particula­ridade e desafio.

Folha – Existe mesmo a tal ‘ditadura da magreza’ na TV?

Fabiana – A ditadura do cor­po belo está na sociedade, mas o que importa é sua saúde e se você está satisfeita com o pró­prio corpo. Eu particularmente estou me sentindo muito bem com meu corpo. Não deixo de fazer nada. Malho, como comi­das saudáveis, parei de comer carne vermelha, enfim, cuido da minha saúde pra ter meu corpo pronto pro trabalho e para os de­safios do dia a dia.