Assine Já
domingo, 20 de setembro de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
literatura

Dez casais apaixonantes (e apaixonados) da literatura

No Dia dos namorados, a Folha fez uma seleção dos melhores pares amorosos dos romances

12 junho 2016 - 12h50Por Filipe Rangel

A literatura sempre foi palco para grandes histórias, e também para grandes amores. No fim de semana do Dia dos Namorados, confira dez casais apaixonantes do mundo dos livros.

1. Romeu e Julieta – Enterra­dos em meio a um violento con­flito familiar, os jovens amantes desafiaram as tradições de seu tempo para viver um amor que, mesmo depois de séculos, ain­da é referência em romantismo. Estão em “Romeu e Julieta”, do inglês William Shakespeare.

2. Elizabeth e Mr. Darcy – Em “Orgulho e Preconceito”, de Jane Austen, Elizabeth é uma jovem perspicaz que, depois de uma rejeição, desenvolve certa antipatia por Mr. Darcy. No en­tanto, página após página, dia após dia, os dois personagens centrais da trama vão desenvol­vendo um romance apaixonante.

3. Gatsby e Daisy – Este é um casal que não chega a ser oficial, mas é apaixonante da mesma forma. Em “O Grande Gatsby”, de F. Scott Fitzgerald, Daisy é casada com outro homem, mas é, também, parte de um relacio­namento que se desenvolve nas entrelinhas do livro com Jay Gatsby, um excêntrico bilionário obcecado por ela.

4. Baltasar e Blimuda – Em “O Memorial do Convento”, o português José Saramago nos apresenta a Baltasar Sete-Sóis, um soldado maneta, e Blimuda Sete-Luas, uma mulher que con­segue ver o interior das pessoas. Um dos maiores casais da litera­tura em língua portuguesa.

5. Noah e Allie – Um amor que sobrevive a desencontros, desentendimentos e até a graves doenças. E para melhorar: o ca­sal Noah e Allie é inspirado em pessoas reais. Estão em “Diários de Uma Paixão”, do americano Nicholas Sparks.

6. Páris e Helena – No épico “A Ilíada”, o jovem troiano Páris se apaixona pela princesa gre­ga Helena, desencadeando uma guerra entre as duas nações. Um romance de proporções e conse­quências gigantescas. O texto é atribuído ao escritor grego Ho­mero, mas não há certeza sobre a sua existência de fato.

7. Bentinho e Capitu – São, definitivamente, o casal mais fa­moso da literatura brasileira. E também o mais discutido. Ben­tinho, advogado e ex-seminaris­ta, acusa Capitu de adultério, e ela vai a julgamento. No fim das contas, o veredito fica por conta do leitor, e não do júri.

8. Christian Grey e Anasata­sia – Sucesso de vendas recente, “Cinquenta Tons de Cinza”, E. L. James, também tem sua con­tribuição para dar, afinal, não dá para negar que o casal formado pelo milionário Christian Grey e pela estudante Anastasia Steele tenha dado o que falar

* Matéria completa na edição deste fim de semana da Folha dos Lagos.