terça, 18 de junho de 2024
terça, 18 de junho de 2024
Cabo Frio
21°C
Park lagos
Park Lagos 2
Cultura

Conceição Evaristo confirma presença em aula inaugural de pré-vestibular social em Cabo Frio

Solenidade acontece nesta quinta (6), às 18h30, no Ciep Hermes Barcellos, no Jardim Esperança

06 julho 2023 - 14h00Por Redação
Conceição Evaristo confirma presença em aula inaugural de pré-vestibular social em Cabo Frio

A professora, linguista e escritora afro-brasileira, Conceição Evaristo, confirmou presença na aula inaugural do pré-vestibular social do CIEP Hermes Barcelos, no Jardim Esperança, em Cabo Frio. A solenidade acontecerá nesta quinta-feira (6), às 18h30. A unidade de educação da rede estadual de ensino atende alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio, e fica na Estrada de Búzios, há poucos metros da área central do chamado Grande Jardim. 

Um cadastro de matrícula chegou a ser disponibilizado no Instagram do pré-vestibular, que leva o nome da escritora (@pvsconceicaoevaristo): inicialmente foram oferecidas 50 vagas, mas em poucas horas o número de inscritos chegou a 83 e o link foi temporariamente desativado. Um novo cadastro de matrícula será feito presencialmente durante a aula inaugural.

Maria da Conceição Evaristo de Brito é mineira de Belo Horizonte. Nasceu em 29 de novembro de 1946 em uma família humilde: filha da lavadeira Joana Josefina Evaristo, e criada com a ajuda do padrasto, Aníbal Vitorino, que era pedreiro. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1973, com a ajuda de amigos. Graduou-se em Letras pela UFRJ, e trabalhou como professora da rede pública de ensino da capital fluminense. É Mestre em Literatura Brasileira pela PUC do Rio de Janeiro, com a dissertação Literatura Negra: uma poética de nossa afro-brasilidade (1996), e Doutora em Literatura Comparada na Universidade Federal Fluminense, com a tese Poemas malungos, cânticos irmãos (2011), na qual estuda as obras poéticas dos afro-brasileiros Nei Lopes e Edimilson de Almeida Pereira em confronto com a do angolano Agostinho Neto.

Participante ativa dos movimentos de valorização da cultura negra no Brasil, estreou na literatura em 1990, quando passou a publicar seus contos e poemas na série Cadernos Negros. Hoje ela participa de publicações na Alemanha, Inglaterra e Estados Unidos, e seus textos são estudados em universidades de todo o mundo. Alguns, inclusive, foram objeto de tese de doutorado.

Nos últimos anos, três de seus livros, que continuam recebendo novas edições no Brasil, foram traduzidos para o Francês e publicados em Paris pela editora Anacaona. Em 2017, o Itaú Cultural de São Paulo realizou a Ocupação Conceição Evaristo contemplando aspectos da vida e da literatura da escritora. No contexto da exposição, foram produzidas as Cartas Negras, retomando um projeto de troca de correspondências entre escritoras negras iniciado nos anos noventa. Em 2018, a escritora recebeu o Prêmio de Literatura do Governo de Minas Gerais pelo conjunto de sua obra. Agora aposentada, Conceição Evaristo é considerada uma das mais influentes literatas do movimento pós-modernista no Brasil.