Assine Já
quinta, 07 de julho de 2022
Região dos Lagos
28ºmax
20ºmin
VIAJE BEM Confira 331 hospedagens bem avaliadas na Região dos Lagos
INTERNACIONAL

Cantora e influencer de Araruama comemora lançamento do primeiro single nas plataformas de música

Com fãs-clubes até fora do país, Erenice Lohan tem mais de 100 mil seguidores no Instagram

23 janeiro 2022 - 13h30Por Redação

Uma das principais virtudes de Erenice Lohan é a persistência. Depois de um período em que chegou a abandonar a música para se dedicar ao trabalho, a cantora de Araruama, de 30 anos, celebra o momento, após conseguir lançar seu primeiro single ‘Som da Erenice Volume 2’, que está disponível  nas plataformas musicais, como Spotify e Deezer.

A artista foi descoberta aos 12 anos, soltando a voz em apresentações feitas em igrejas evangélicas, tradicional celeiro de talentos musicais. A carreira em si só começou aos 18 anos, mas a trajetória não foi fácil ao longo desse tempo, pois contava com a ajuda de amigos para se deslocar para as apresentações. 

Ao interromper a carreira temporariamente, em 2015, Erenice passou a se dedicar a compor e produzir as próprias canções, que tem uma pegada pop misturada ao rhythm and blues. A artista elege como principais referências Mariah Carey, Whitney Houston, Ariana Grande, Michael Jackson, Thalía, Ivete Sangalo, Caetano Veloso e Gilberto Gil. No universo gospel, as eleitas são Rose Nascimento, Fernanda Brum, Eyshila e Cassiane.

Depois dos percalços, a artista não escondeu a satisfação em conseguir emplacar o primeiro single. 

– Eu me sinto realizada, pois já tinha essa música gravada e guardada só pra mim. Sempre pensei que um dia iria lançar para o público, mas não imaginava que iria ser lançada já. Estou muito feliz – disse Erenice, que além de cantora, é professora de Espanhol.

O trabalho e o visual de Erenice ajudaram a torná-la em celebridade nas redes sociais, onde ostenta mais de 100 mil seguidores apenas no Instagram. A cantora comenta que apenas começou a postar fotos de looks e selfies, quando se deu conta que foram criadas páginas em sua homenagem nos Estados Unidos e na França.

– Sinceramente eu não sei o que motivam a me seguir, só sei que depois de meses postando, pessoas próximas a mim começaram a ver outros perfis com minhas fotos. Não entendi e fiquei com medo, afinal na internet tem muita gente ruim. Fico meio assustada até hoje, mas se diz se inspirar em mim, eu acredito. Eles comentam em minhas fotos, eu respondo – diz a cantora e influencer.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.