Assine Já
quinta, 07 de julho de 2022
Região dos Lagos
28ºmax
20ºmin
VIAJE BEM Confira 331 hospedagens bem avaliadas na Região dos Lagos
TRÊS ANOS DEPOIS

Cabo Frio retoma Festival Internacional de Dança

Evento será de 9 a 11 de setembro, na Associação Atlética Cabofriense

19 junho 2022 - 12h15Por Cristiane Zotich

Realizado pela última vez em 2019, o Festival Internacional de Dança de Cabo Frio está confirmado no calendário de eventos deste ano: será de 9 a 11 de setembro, na Associação Atlética Cabofriense. As inscrições, foram abertas na última quarta-feira (15) e podem ser feitas pelo site https://festivalonline. com.br/, onde também estão disponíveis o regulamento e outras informações.

Esta será a 16ª edição do festival, que conta com apoio da Prefeitura Municipal de Cabo Frio, responsável pelo local das apresentações. Realizado pela primeira vez em 2005, o Festival Internacional de Dança de Cabo Frio já se tornou um dos maiores eventos do segmento em todo o interior do estado do Rio de Janeiro, chegando a reunir cerca de 12 mil pessoas, entre bailarinos e equipe técnica, em seis dias de apresentações.

Este ano, no entanto, o evento será menor: com apenas três dias (igual a 2019), e a previsão de participantes, segundo a organizadora Márcia Sampaio, deve se manter próximo do registrado na última edição antes da pandemia: cerca de 1.500 pessoas.

A expectativa é de que cinco nomes de peso do mundo da dança façam parte da bancada de avaliação dos dançarinos este ano. Os nomes, no entanto, serão divulgados mais próximo ao evento.

– Já estamos em contato com vários nomes importantes no cenário nacional. Alguns já estão confirmados, outros estamos em fase final de negociação. Mas vamos deixar para divulgar todos mais pra frente. Outra coisa muito boa é que já temos muitos grupos interessados em participar. Todos animados com o retorno do evento – comemorou Márcia.

A exemplo de anos anteriores, o palco, que será montado na Associação Atlética Cabofriense, vai reunir dançarinos de modalidades como clássico de repertório, dança clássica, dança contemporânea, clássico livre, danças urbanas e jazz, além do estilo livre, que dessa vez também será composto por danças populares e dança de salão. Todas as categorias são divididas em apresentações solo, dupla, trio e conjunto, e os melhores receberão premiação em dinheiro.

– A expectativa é a melhor possível. Estávamos muito ansiosos pelo retorno do festival, principalmente porque ele chegou a ser anunciado ano passado, mas como estávamos no pico da pandemia ainda, não havia condições para um evento do porte do Festival Internacional de Dança. A situação ainda estava muito difícil. Tínhamos até alguns grupos interessados em vir se apresentar na cidade, mas ia causar aglomeração, e aquele não era o momento – comentou Márcia.

Em 2019, a mostra competitiva reuniu cerca de 40 grupos, com representantes das cidades da Região dos Lagos, outras dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo, além de países como Argentina e Paraguai.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.