Assine Já
segunda, 28 de setembro de 2020
Região dos Lagos
35ºmax
20ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8099 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 487 10
Arraial do Cabo 248 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 684 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cabo Frio

Cabo Frio recebe Oficina de Fotografia Cênica

Curso será ministrado pela jornalista Mariana Ricci, que atua na área desde 2008

08 dezembro 2016 - 15h43
Cabo Frio recebe Oficina de Fotografia Cênica

Acontece neste sábado (10), das 10h às 16h, a primeira Oficina de Fotografia Cênica de Cabo Frio. O pequeno curso será dado pela fotógrafa Mariana Ricci, que atua na área desde 2008. O local escolhido para o dia de aula foi o Espaço Usin4, na Rua Geraldo de Abreu, número 4, no Jardim Excelsior.

Segundo Mariana, a ideia para a oficina surgiu no ano passado enquanto assistia a um espetáculo no Teatro Municipal de Cabo Frio.

– Vi que o grupo tinha um fotógrafo, mas ele não se comportava de maneira muito correta no ambiente teatral tirando a atenção do público muitas vezes. Foi a partir daí que comecei a juntar dados para poder dar uma oficinal especial – revelou a fotógrafa, ressaltando ainda que apesar da oficina atrair outros colegas de profissão, a ideia é chamar também membros de grupos teatrais.

– É importante que diretores, atores e demais profissionais de teatro tenham uma mínima noção fotográfica. Isso ajuda não apenas na hora de economizar, mas também na hora de montar cenas, por exemplo – conta Mariana.

Junto a tudo isso, a vontade de levar para outras pessoas o que aprendeu nesses oito anos de espetáculos de palco, rua, esquetes, espetáculos de dança e circo, fez com que a timidez fosse deixada de lado.

– Acredito que devemos passar à frente o que sabemos. Guardar conhecimento nos torna egoístas e acabamos nos perdendo no nosso ego. Trocar conhecimento é a chave para vivermos melhor em sociedade e com a gente mesmo – comenta a fotógrafa.

 

Um dia para respirar fotografia

 

Os trabalhos começam às 10h com um bate papo para que todos possam se conhecer melhor e se situar dentro da Oficina. Em seguida, Mariana começará a apresentar as noções básicas para ajustes de câmera para determinadas cenas.

- Vou mostrar algumas fotos minhas com as configurações especificadas para que se possa entender como aplicar, ou não, certas regras da fotografia e efeitos que podem ser feitos direto no clique. O fotógrafo sabendo o que está fazendo economiza muito na hora da edição e isso é importante hoje em dia com a pressa que se tem em postar tudo logo nas redes sociais – explica a fotógrafa.

Mariana também explicará sobre o respeito do fotógrafo com o ator (ou grupo) e com a plateia durante o dia da apresentação. Para ela, “o fotógrafo precisa passar despercebido para depois, com as fotos prontas, surpreender com o resultado final”. Fechando a manhã, um resumo sobre o que entregar para os clientes que querem o registro de seus espetáculos, com dicas de o que clicar, como clicar e como entregar o material.

A pausa para almoço/lanche, por volta do meio-dia, ficará por conta de cada aluno e “quem quiser levar comida pode ficar à vontade. Tem um fogão no espaço que poderemos usar”. Na volta, para relaxar um pouco, Mariana contará sobre como foi sua experiência no acompanhamento do processo criativo do grupo Creche na Coxia, há dois anos, para o espetáculo “A Ilíada”.

– Foi uma oportunidade única e que abriu muito meu campo de visão na fotografia cênica. Estar no mesmo ambiente vendo um grupo tão talentoso criando sob a regência de Silvana Lima e Ivan Tavares fez de mim, com certeza, uma fotógrafa melhor – lembra Mariana.

Por volta das 14h, o ator Ivan Alves entrará em cena para apresentar seu trabalho com máscaras para que a turma possa aplicar o que foi debatido com cliques. Em seguida as fotos serão vistas para que a turma possa aprender com o olhar um do outro e entender alguns conceitos para que o trabalho agrade tanto o fotógrafo quanto quem está vendo.

– Espero que dê tudo certo. Estou animada com a primeira oficina que vou dar e acho que quem estará lá não vai se arrepender. Quero que seja uma tarde agradável de troca de ideias e aprendizado – comenta Mariana.

A Oficina encerrará por volta das 16h após as fotos serem vistas e conversadas. De acordo com a fotógrafa, são seis vagas por turma, mas ainda dá tempo para quem quiser se inscrever. E ainda há a possibilidade de haver aula no domingo também.

– Duas pessoas me perguntaram se teria como ser domingo. Estou aguardando só o OK deles para fechar essa data também. Quem quiser acompanhar é só ir no evento no Facebook: Oficina de Fotografia Cênica, clicar no “Tenho Interesse” que aí tudo que posto lá poderá ser acompanhado – conta.

O valor da Oficina é de R$ 70 e é necessário que o aluno tenha máquina fotográfica que opere no manual para que os mesmos possam ir testando no próprio equipamento o que será ensinado na Oficina.