Assine Já
terça, 22 de setembro de 2020
Região dos Lagos
19ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7914 Óbitos: 414
Confirmados Óbitos
Araruama 1580 102
Armação dos Búzios 474 10
Arraial do Cabo 231 13
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1284 51
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Mostra de Cinema Eslovaco

Cabo Frio recebe Mostra de Cinema Eslovaco neste fim de semana

Longas e curtas-metragens serão exibidos no Cine Scliar com entrada franca

20 outubro 2016 - 11h25Por Redação I Foto: Divulgação
Cabo Frio recebe Mostra de Cinema Eslovaco neste fim de semana

'O Limpador', de Peter Bebjak, é produção de 2015 (Divulgação)

Neste fim de semana, dias 22 e 23, Cabo Frio recebe a Mostra de Cinema Eslovaco (Slovak Visual). A cidade praiana será a única cidade do interior do país a receber esse importante panorama de filmes de longa e curta-metragem realizados por cineastas eslovacos. Ao todo serão seis filmes exibidos em Cabo Frio. A Mostra de Cinema Eslovaco passa também pelas capitais São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Brasília e Florianópolis.

 
Na abertura, sábado, a partir das 18h, serão exibidos os curtas 'Pandas' (11 min. | Dir: Matúš Vizár) e 'Gêmeos' (6 min. |Dir: Peter Budinský), seguido do longa ‘O Limpador’ (2015) de Peter Bebjak. O filme conta a história de Tomáš, funcionário de uma agencia funerária, que tem seus dias perturbados pelo seu novo hobby: ficar escondido na casa de seus clientes, mesmo depois de ter terminado a limpeza dos mortos. Tomáš começa a acompanhar secretamente a vida dos sobreviventes, diretamente de suas casas, e cada vez mais sucumbe a este estranho passatempo.
 
No domingo, 18h, serão exibidos 'Cocoricó' (8 min. | Dir.: František Jurišič), e 'O Pequeno polegar e os bacilos' (7 min. | Dir: Viktor Kubal), e o clássico ‘Pássaros, Órfãos e Tolos’ (1969) do conceituado diretor Juraj Jakubisko. O longa feito sob a sombra da invasão soviética na Tchecoslováquia em 1968, foi suprimido por mais de 20 anos, sendo liberado apenas em 1990. Este selvagem trabalho de vanguarda, retrata um mundo devastado pela guerra, incidindo sobre dois amigos que moram com um senhorio louco que deserdou a Igreja. Eles acabam se envolvendo com uma linda jovem judia abandonada. Os três tentam criar um sentimento de família e de lar, cada um dedicado a reproduzir o tolo, como meio de se distanciarem dos horrores que têm absorvido e da loucura do mundo que os rodeia. 

Ao final da exibição de cada dia, haverá um debate com a presença das produtoras eslovacas Zuzi Bielikova e Katarína Balážiková sobre o cinema daquele país. Todos os filmes terão legenda em português e haverá um intérprete para auxiliar no debate.
 
A Mostra de Cinema Eslovaco tem entrada franca e acontece no Instituto Cultural Carlos Scliar (Rua Marechal Floriano, 253, Boulevard Canal).