sábado, 25 de maio de 2024
sábado, 25 de maio de 2024
Cabo Frio
27°C
Park lagos
Park Lagos 2
A RAINHA DA PÉRSIA

Ator cabista participa de nova superprodução da Record

Max Magalhães vai ajudar a contar a história de uma das mulheres mais importantes de toda a história bíblica

17 abril 2024 - 20h04Por Cristiane Zotich
Ator cabista participa de nova superprodução da Record

Nem só de comédia vive o ator Max Magalhães. Nascido em Arraial do Cabo, o integrante do grupo de improviso PI-Palavras Improvisadas foi anunciado, nesta quarta-feira (17), com parte do elenco de uma nova superprodução da Record, a série “A Rainha da Pérsia”, que vai contar a história de Ester, uma das mulheres mais importantes de toda a história bíblica: ela teria sido usada por Deus para salvar todo o povo hebreu. As gravações começaram em março, e no elenco tem nomes como Camila Rodrigues, André Bankoff, Bárbara Borges, Iran Malfitano, Giuseppe Oristanio, Marcos Breda e do cabo-friense Daniel Dalcin, entre outros. A produção tem estreia prevista ainda para este ano de 2024.

O anúncio de que Max está na série foi feito pela empresária do ator, Núbia Koelho.

– Ela é uma agente de atores e também uma atriz fabulosa. O convite pra eu fazer teste para a produção veio através dela. A gente está em um início de vínculo de parceria de trabalho, e de cara ela já conseguiu esse teste em “A Rainha da Pérsia”, que vai contar uma história incrível e que tem uma superprodução que faz a gente voltar no tempo. É uma coisa muito mágica - contou o ator cabista durante conversa com a Folha.

No último dia 8 de abril cerca de 60 atores e 40 profissionais viajaram para o Marrocos, na África, para a gravação de cerca de 400 cenas. Max, no entanto, está gravando na cidade cenográfica da Record. Na produção, ele vai dar vida a um mensageiro persa. Para viver o papel uma das exigências era saber andar a cavalo.

– Aprendi a andar a cavalo na marra (risos), mas já faz um tempinho. Foi no sítio do meu cunhado, mas era só lazer. É totalmente diferente levar isso para dentro de uma produção. Este está sendo o meu primeiro trabalho com um animal de grande porte. A produção tinha um instrutor no dia das primeiras gravações, ele me deu umas orientações muito boas. Foi desafiador, mas deu tudo certo - contou.

Este, no entanto, não é o primeiro trabalho de Max na emissora. Ele estreou na telinha da Record em 2015, em “Os 10 Mandamentos”.

– Eu sempre fui muito feliz na Record. A equipe tem um cuidado enorme com a gente. Depois de “Os 10 Mandamentos” trabalhei em “Amor Sem Igual” (2021), onde vivi um tenente da polícia. Durante uma cena de perseguição, precisei gravar a bordo de um helicóptero, voando, e foi muito legal. Depois gravei “Gênesis” (2021), “Reis” (2022), e agora “A Rainha da Pérsia”, que conta a história de Ester, uma mulher judia que vivia na Pérsia. Seus pais morreram e ela foi criada pelo primo. Um dia ela foi convidada para ir ao palácio junto com outras moças do reino porque o rei queria uma esposa, e escolheu Ester para ser a rainha da Pérsia. É uma história bíblica muito bonita. Uma coisa é você ler a história na bíblia, e outra é estar ali, vivendo essa história em todos os seus detalhes. A direção é de Leonardo Miranda, um cara fantástico que já me dirigiu em outras produções, e também estou tendo a oportunidade de reencontrar e contracenar com pessoas com quem já havia trabalhado em “Reis” e “Gênesis” - revelou.

Além da Record, Max Magalhães também já foi visto, algumas vezes, em produções da Rede Globo. A estreia foi no humorístico “Os Caras de Pau”, com Marcius Melhem e Leandro Hassum. 

– Neste trabalho eu conheci o ator Miguel Nader, que se tornou um grande amigo, alguém que sempre me dá muitos conselhos e muita força. Infelizmente nunca trabalhamos juntos no audiovisual, mas já dividimos palco porque ele já fez várias participações no PI-Palavras Improvisadas, a última vez foi agora em março, no teatro de São Pedro da Aldeia. E foi o Miguel quem me apresentou para a Núbia Koelho, que hoje é minha empresária, e conseguiu esse trabalho na Record - revelou.

Além de “Os Caras de Pau”, o ator cabista também fez participação na série “Sob Pressão”, e nas novelas “Orgulho e Paixão” (2018) e “Verão 90” (2019). Nesta última Max teria uma participação pequena, de apenas dois capítulos, mas acabou ficando dois meses e seu personagem ganhou até um nome: Digão.

– Verão 90 foi o trabalho que me deu mais visibilidade. Digão foi um personagem muito hilário. Ele fazia parte do núcleo de cinema da novela, e era o câmera-man do personagem do Humberto Martins, que se chamava Herculano. Foram dois meses de gravações, e tivemos cenas na Passagem, em Cabo Frio, e também em Arraial do Cabo.

Em 2022 Max voltou a trabalhar na Rede Globo, na novela “Além da Ilusão”, onde contracenou com Larissa Manoela. “Foi uma cena muito delicada, onde eu precisava agarrá-la, e aí a gente fica pensando em como é que vai fazer sem machucar a outra pessoa. Mas a Larissa foi super generosa e a cena ficou ótima” - relembrou.

Mesmo tendo atuado em tantas novelas e séries há quase 10 anos, Max continua estudando e se preparando continuamente. Atualmente ele faz cursos com a coach Ana Carter, que é preparadora de atores como Isis Valverde, Carmo Dalla Vecchia, Alanis Guillen, Ramille, André Ramiro, Daniel Rangel (atualmente no ar em "Família é Tudo”, na Globo) entre outros.

–  Faço aulas com ela toda terça e quinta, e estou em um estudo profundo. A Ana está sendo primordial para minha composição neste novo trabalho na Record - contou Max.