Assine Já
sábado, 19 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Arraial

Arraial do Cabo realiza feira literária nesta quarta-feira (18)

Cidade promove feira apostando na popularização e mirando sucesso da Flip, sucesso em Paraty

16 novembro 2015 - 10h53Por Rodrigo Branco

As semelhanças estão no ce­nário praiano e na proximidade com o mar, mas a partir da pró­xima quarta-feira, dia 18, Arraial do Cabo e Paraty vão ter ainda mais coisas em comum. Isso porque nesta data começa a par­tir das 10h, a primeira edição da Feira Literária do município ca­bista, na praça Victorino Carriço, também conhecida como praça do Sindicato.

E se a expectativa é que, em algum tempo, o evento, que vai até dia 21, possa ser comparado à Flip, tradicional fei­ra literária da cidade do Sul Flu­minense, já na edição de estreia, ele vai contar com a presença de renomados nomes do mundo das letras local e nacional, como o celebrado antropólogo Rober­to DaMatta, autor de clássicos como ‘Carnavais, malandros e heróis’ (1979).

Mas independentemente das comparações, o objetivo da Su­perintendência de Cultura, que organiza a feira em conjunto com a Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências (Aclac) é apro­ximar o público, especialmente o que está em idade escolar, do mundo literário.

Para isso serão distribuídos vale-livros no valor de R$ 15 aos alunos da rede pública munici­pal de ensino. Serão montados estandes para a participação das editoras Nova Fronteira, Rocco, Record, Rovelle, Novo Concei­to, Fundamento, Vergara e Ribas, Girassol e da distribuidora Flo­rescer. De acordo com o supe­rintendente de Cultura, Fernando Rezende, a ideia é que a Flac en­tre no calendário oficial do mu­nicípio.

– Confesso que nós achamos que teríamos uma dificuldade maior de trazer essas editoras maiores para participar. Mas a parceria do presidente da Asso­ciação dos Representantes de Editoras (Luiz Henrique Timó­teo de Barros) foi fundamental para que a maioria dos livros seja vendida praticamente a preço de custo. Estamos investindo na formação de plateia. Por isso não é uma simples distribuição de li­vros, é importante que a criança pegue o seu ‘chequinho’ e esco­lha o que quer comprar. Crianças de baixa renda dificilmente te­riam essa oportunidade – afirma.

Além dos estandes e de pales­tras, haverá também mesas literá­rias, lançamento de livros, leitu­ras dramatizadas e apresentações artístico-culturais da Orquestra Municipal de Câmara, do Coro Municipal, da Companhia Cabis­ta de Teatro e de músicos locais.

E falando na chamada ‘pra­ta da casa’, o evento será ainda mais especial para uma das con­vidadas: a poetisa, escritora e jor­nalista Lorena Brites, que já teve passagem pela Folha. Em divul­gação do seu livro de poemas ‘Acervo de Palavras’, Lorena vai aproveitar a chance para lançar a obra em solo cabista.

– Não tenho como estar mais feliz. Em todos os lugares que vou com o livro, reforço as mi­nhas raízes. Arraial é muito mais que apenas praia e turismo – diz a jovem, nova integrante da Aclac.