Assine Já
segunda, 06 de julho de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
17ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 337 Confirmados: 3024 Óbitos: 179
Suspeitos: 337 Confirmados: 3024 Óbitos: 179
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 272 585 40
Armação dos Búzios X 256 6
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 954 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 24 465 16
Saquarema 17 484 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
Arraial

Arraial do Cabo realiza feira literária nesta quarta-feira (18)

Cidade promove feira apostando na popularização e mirando sucesso da Flip, sucesso em Paraty

16 novembro 2015 - 10h53Por Rodrigo Branco

As semelhanças estão no ce­nário praiano e na proximidade com o mar, mas a partir da pró­xima quarta-feira, dia 18, Arraial do Cabo e Paraty vão ter ainda mais coisas em comum. Isso porque nesta data começa a par­tir das 10h, a primeira edição da Feira Literária do município ca­bista, na praça Victorino Carriço, também conhecida como praça do Sindicato.

E se a expectativa é que, em algum tempo, o evento, que vai até dia 21, possa ser comparado à Flip, tradicional fei­ra literária da cidade do Sul Flu­minense, já na edição de estreia, ele vai contar com a presença de renomados nomes do mundo das letras local e nacional, como o celebrado antropólogo Rober­to DaMatta, autor de clássicos como ‘Carnavais, malandros e heróis’ (1979).

Mas independentemente das comparações, o objetivo da Su­perintendência de Cultura, que organiza a feira em conjunto com a Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências (Aclac) é apro­ximar o público, especialmente o que está em idade escolar, do mundo literário.

Para isso serão distribuídos vale-livros no valor de R$ 15 aos alunos da rede pública munici­pal de ensino. Serão montados estandes para a participação das editoras Nova Fronteira, Rocco, Record, Rovelle, Novo Concei­to, Fundamento, Vergara e Ribas, Girassol e da distribuidora Flo­rescer. De acordo com o supe­rintendente de Cultura, Fernando Rezende, a ideia é que a Flac en­tre no calendário oficial do mu­nicípio.

– Confesso que nós achamos que teríamos uma dificuldade maior de trazer essas editoras maiores para participar. Mas a parceria do presidente da Asso­ciação dos Representantes de Editoras (Luiz Henrique Timó­teo de Barros) foi fundamental para que a maioria dos livros seja vendida praticamente a preço de custo. Estamos investindo na formação de plateia. Por isso não é uma simples distribuição de li­vros, é importante que a criança pegue o seu ‘chequinho’ e esco­lha o que quer comprar. Crianças de baixa renda dificilmente te­riam essa oportunidade – afirma.

Além dos estandes e de pales­tras, haverá também mesas literá­rias, lançamento de livros, leitu­ras dramatizadas e apresentações artístico-culturais da Orquestra Municipal de Câmara, do Coro Municipal, da Companhia Cabis­ta de Teatro e de músicos locais.

E falando na chamada ‘pra­ta da casa’, o evento será ainda mais especial para uma das con­vidadas: a poetisa, escritora e jor­nalista Lorena Brites, que já teve passagem pela Folha. Em divul­gação do seu livro de poemas ‘Acervo de Palavras’, Lorena vai aproveitar a chance para lançar a obra em solo cabista.

– Não tenho como estar mais feliz. Em todos os lugares que vou com o livro, reforço as mi­nhas raízes. Arraial é muito mais que apenas praia e turismo – diz a jovem, nova integrante da Aclac.