Assine Já
terça, 07 de dezembro de 2021
Região dos Lagos
25ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53752 Óbitos: 2196
Confirmados Óbitos
Araruama 12500 448
Armação dos Búzios 6589 73
Arraial do Cabo 1755 93
Cabo Frio 15618 902
Iguaba Grande 5581 147
São Pedro da Aldeia 7054 290
Saquarema 4655 243
Últimas notícias sobre a COVID-19
RESISTÊNCIA NEGRA

Alerj tomba Terreiro da Gomeia como Patrimônio Histórico e Cultural do estado do Rio

Criado na década de 50, o terreiro é parte importante da cultura de matriz africana no estado do Rio de Janeiro

23 abril 2021 - 13h19Por Redação

O Terreiro da Gomeia, localizado no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, foi tombado pela Lei 9.251/21, sancionada pelo governador em exercício, Claudio Castro, e publicada nesta sexta-feira (23) no Diário Oficial do Estado. A Lei é de autoria da deputada Mônica Francisco (PSOL) e dos deputados Waldeck Carneiro (PT) e André Ceciliano (PT).

O objetivo da norma é conservar o espaço como patrimônio histórico e cultural do Estado do Rio e valorizar as práticas religiosas de matriz africana. O terreiro foi estabelecido no município na década de 50 pelo babalorixá João Alves Torres Filho, o Joãozinho da Gomeia, e entrou em desuso no final da década de 80.

“Preservar aquele espaço é demarcar a trajetória das pessoas que praticam religiões de matriz africana, como o candomblé e a umbanda, que são muito atacadas, as lutas e a resistência da população negra. O Terreiro de Joãozinho da Gomeia deve ser reconhecido como espaço de memória afetiva, de afirmação identitária e de disseminação da cultura afro-brasileira” afirmou a deputada Mônica Francisco, vice-presidente da Comissão de Combate às Discriminações e Preconceitos de Raça, Cor, Etnia, Religião e Procedência Nacional da Alerj, ressaltando que é pastora evangélica progressista e defensora do Estado laico.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.