Assine Já
sábado, 05 de dezembro de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 13221 Óbitos: 567
Confirmados Óbitos
Araruama 2625 126
Armação dos Búzios 1500 22
Arraial do Cabo 427 21
Cabo Frio 3925 183
Iguaba Grande 1197 41
São Pedro da Aldeia 2010 79
Saquarema 1537 95
Últimas notícias sobre a COVID-19
Folclore cabo-friense

A História do Monstro de Renato Babão

Meri Damaceno resgata "causo" que é uma relíquia do folclore local

22 novembro 2020 - 16h03Por Meri Damaceno

No final de 1983, um grupo de pescadores de Cabo Frio foi pescar em alto mar, além da Ilha de Sant’Ana e se deparou com um enorme peixe, muito estranho, medonho de feio. De imediato o animal não pode ser identificado pelos biólogos por que cada pescador ilustrava o animal de uma forma mais horrenda do que a outra e assim o “Monstro” foi criado. 

Através de alguns dados do formato da cabeça e de outros detalhes recolhidos por outros pescadores que também alegavam ter visto o tal “Monstro” nas redondezas, os biólogos chegaram à conclusão que este animal horrendo poderia ser um cachalote ou um tubarão. O fato foi que isto sacudiu toda a cidade naquele ano. 

Pescadores apavorados se negavam a ir pescar, as famílias não menos assustadas proibiam até seus filhos de dar um ingênuo mergulho nas redondezas da ilha do japonês por causa do temido “Monstro". A notícia apavorante percorreu o Brasil todo em rede nacional através do programa da Rede Globo, Fantástico, que veio à cidade e fez uma longa matéria com o fato do aparecimento do "Monstro" do mar Cabofriense. 

O pescador mais assustado de toda a região dos Lagos foi o corajoso Renato Babão que, ao falar da terrível criatura, cuspia e se babava todo. Após muitas discussões e muito bate boca acerca do aparecimento desta fera do mar, aos poucos o assunto foi caindo no esquecimento do povo. No carnaval de 1984 o bloco carnavalesco do Bairro União, Vermelho e Branco, em homenagem ao fato teve como enredo a história do "Monstro". A letra do samba foi composta por Cafu, em parceria com o saudoso mineiro Tiê.


O Monstro

(Samba enredo do bloco Vermelho e Branco no Carnaval de 1984)

O monstro apareceu em Cabo Frio,
veio somente colorir o visual, que legal.
Veio na corrente fria, comendo maresia
pra brincar o carnaval

Disseram que ele era uma baleia,
confundiram com cação, cachalote e tubarão.
Mas era um tremendo gozador,
o monstro falava inglês na boca do pescador

Renato Babão e sua tripulação
foram a leste de Sant’Ana
pra pescar o seu dragão. (bis)

Na mesma noite,
mestre Mimico também viu,
a famosa assombração.
No jornal ele saiu,
falou no rádio e na televisão (e na televisão).

O Fantástico filmou
e ao mundo inteiro revelou e revelou,
que o monstro era Malandro, jogava bola, ping pong e era ator.

Vermelho e Branco vem mostrar
um monstro de mentira que acabaram de inventar. (bis)

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.