sábado, 25 de maio de 2024
sábado, 25 de maio de 2024
Cabo Frio
27°C
Park lagos
Park Lagos 2
CULTURA

22ª Semana Nacional de Museus segue até o dia 18 de maio em Cabo Frio

Entre as atividades, estão previstos oficinas, teatro, roda de conversa e exposições especiais

13 maio 2024 - 12h28Por Redação
22ª Semana Nacional de Museus segue até o dia 18 de maio em Cabo Frio

O Museu de Arte Religiosa e Tradicional (Mart/Ibram), em Cabo Frio, promoverá atividades especiais para a 22° Semana Nacional de Museus. A ação anual traz o tema “Museus, Educação e Pesquisa”. De hoje (13) a 18 de maio estão previstas oficinas de empreendedorismo, moda, desenho, fotografia e teatro, além de três exposições especiais, apresentação teatral e roda de conversa. Todas as atividades serão gratuitas e abertas ao público. Algumas serão online e outras presenciais. As ações presenciais serão no Museu de Arte Religiosa e Tradicional de Cabo Frio (antigo Convento de Nossa Senhora dos Anjos, Largo de Santo Antônio, s/nº – Centro – Cabo Frio).   

A escolha do tema, proposto anualmente pelo ICOM – Conselho Internacional de Museus – para o Dia Internacional dos Museus, celebrado em 18 de maio, apresenta uma reflexão sobre a fundamental atuação dos museus como impulsionadores de educação e pesquisa.

Contatos: (22) 98154-0088 ou 98154-0086       

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

13/05 (segunda-feira) – Online, aberta às 7h (CLIQUE AQUI PARA VER)
EXPOSIÇÃO “Olhar da Perifa Ocupa o Mart” 
Por: Coletivo Cultural Olhar da Perifa (Ponto de Memória – Ibram/MinC) 
Descrição: exposição produzida por alunos de fotografia do projeto, trazendo releituras sociais sobre o acervo do Mart. 

14/05 (terça-feira) a 13/07 (sábado) – 10h às 17h  
EXPOSIÇÃO “Tradicionais” 
Por: Raphael Paz (fotógrafo documental e integrante do projeto Acervo Imagens do Povo, do Observatório de Favelas) 
Descrição: A exposição de Raphael Paz traz a essência e resistência da pesca artesanal, trata de uma percepção do fotógrafo Raphael Paz, captando a poética da pesca das famílias tradicionais de Figueira, em Arraial do Cabo. 

15/05 (quarta-feira) – 10h às 12h  
OFICINA “Empreendedorismo Sustentável” + Roda de conversa 
Por: Sandra Barbosa (professora, empreendedora, gestora ambiental, conselheira da CONDETUR Costa do Sol e coordenadora do Coletivo Amazônia Rio) 
Descrição: Oficina de Empreendedorismo Sustentável, através da educação socioambiental, com a remodelação de roupas usadas. Será ofertado um trabalho interdisciplinar prático e haverá, ainda, roda de conversa sobre empreendedorismo. 

16/05 (quinta-feira) – 10h às 12h 
EXPOSIÇÃO “Bonecas Afro” 
Por: Tatiana Santos (proprietária do ateliê Rosinhas Arteiras, especialista em arte em feltro) 
Descrição: Exposição de bonecas afro feitas de feltro e materiais reciclados. 

16/05 (quinta-feira) – 10h às 12h 
OFICINA “Acessórios Afro”  
Por: Joice Emiliano (primeira mentora de designer de acessórios afro do Brasil) 
Descrição: Oficina de acessórios afro, com direcionamento ao empreendedorismo individual. 

16/05 (quinta-feira) – 14h às 17h 
OFICINA DE DESENHOS 
Por: Lígia Hespanhol  
Descrição: Oficina de desenho artístico, com o objetivo de trazer a liberdade criativa ao autor, que poderá expressar suas emoções e até manipular a realidade para expressar sua sensibilidade. 

17/05 (sexta-feira) – 10h às 12h 
OFICINA “Fotografia Acessível” + Roda de Conversa 
Por: Raphael Paz (fotógrafo documental e integrante do projeto Acervo Imagens do Povo, do Observatório de Favelas)
Descrição: A Oficina que busca abordar os conceitos de fotografia e a prática com o próprio aparelho celular. A Roda de conversa terá como tema “memória, pertencimento e identidade”.  

17/05 (sexta-feira) – 14h às 16h 
OFICINA DE TEATRO – CARUKANGO 
Por: NEC – Núcleo de Experimentos Cênicos (Grupo de teatro) 
Descrição: oficina de teatro com atores e produtores do espetáculo Carukango.  

17/05 (sexta-feira) – 16h às 17h 
APRESENTAÇÃO TEATRAL – CARUKANGO 
Por: NEC – Núcleo de Experimentos Cênicos (descrição) 
Descrição: Carukango é um espetáculo teatral sobre o líder quilombola, símbolo de luta e resistência contra a escravidão negra na serra de Macaé-RJ. Estará em Cabo Frio com apresentação única. 
O espetáculo se justifica pela necessidade de visibilidade e protagonismo do artista negro e das manifestações afro-brasileiras na cena teatral, não como plano de fundo, mas sim como matéria de pesquisa e elemento formador. O projeto é realizado por meio do Governo Federal, Ministério da Cultura, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através da Lei Paulo Gustavo. 

18/05 (sábado) – 10h às 12h 
OFICINA “Fotografia Acessível” + Roda de Conversa 
Por: Raphael Paz (fotógrafo documental e integrante do projeto Acervo Imagens do Povo, do Observatório de Favelas) 
Descrição: O objetivo é abordar os conceitos de fotografia e a prática com o próprio aparelho celular. A Roda de conversa terá o tema “memória, pertencimento e identidade”.  

18/05 (sábado) – 10h às 12h 
SEGUNDA  “Empreendedorismo Sustentável” 
Por: Sandra Barbosa (professora, empreendedora, gestora ambiental, conselheira da CONDETUR Costa do Sol e coordenadora do Coletivo Amazonia Rio) 
Descrição: Empreendedorismo Sustentável através da educação socioambiental, com a remodelação de roupas usadas. Será ofertado um trabalho interdisciplinar prático e roda de conversa sobre empreendedorismo.